Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/28418
Title: Atributos florais e transição entre polinização abiótica e biótica em espécies de Rhyncospora Vahl (Cyperaceae)
Authors: COSTA, Ana Carolina Galindo da
Keywords: Fertilização de plantas; Cyperaceae; Adaptação (fisiologia)
Issue Date: 22-Feb-2017
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: Anemofilia é uma condição plesiomófica na família Cyperaceae. Contudo, há registros de insetos visitando flores e atuando como polinizadores em espécies de alguns gêneros desta família, tais como Rhynhcospora (Vahl.). O objetivo desta tese foi ampliar o conhecimento acerca do sistema de polinização de espécies de Rhynchospora, investigando morfologica e filogeneticamente os atributos relacionados à anemofilia, entomofilia e/ou ambos. Para isso, analisaram-se os diversos atributos florais e morfológicos em Rhynchospora, classificando as espécies em diferentes síndromes de polinização, testamos o papel das brácteas involucrais na atração de insetos e os efeitos ambientais ao longo do tempo e em diferentes localizações dos indivíduos na ação dos vetores de pólen. Além disso, os atributos florais de 79 espécies da tribo Rhynchosporae foram mapeados em uma reconstrução filogenética de Máxima Verossimilhança e Inferência Bayesiana para entender como estes caracteres surgiram, quais são plesiomórficos e quais são derivados no grupo. Verificamos que há um gradiente de atributos florais em espécies de Rhynchospora que nos permitem classificá-las em: anemófilas (5% das espécies estudadas), quando não há atrativos secundários; ambófilas (70%), quando há tanto atributos anemófilos quanto atrativos secundários; e entomófilas (25%) quando há apenas atrativos secundários. Foram registrados e analisados pela primeira vez odores emitidos pelas flores do gênero. No geral, as síndromes de polinização corresponderam aos sistemas de polinização. Dentre os atributos florais mais conspícuos do gênero, as espécies que possuem brácteas involucrais brancas atraem primeiro insetos do que aquelas com brácteas involucrais verdes, indicando que os insetos podem enxergá-las primeiro, havendo uma preferência. Contudo, espécies com brácteas involucrais verdes podem se beneficiar por ter população próxima a estas espécies mais conspícuas, sendo polinizadas por insetos quando o recurso destas acabam, sugerindo um possível processo de facilitação. Além disso, verificamos que a participação do vento e dos insetos em espécies ambófilas pode variar temporalmente e espacialmente, havendo maior participação do vento em períodos mais chuvosos e com alta velocidade de vento, e nos indivíduos localizados na borda da mata. Os insetos suprem a formação de frutos quando há menor precipitação e menor velocidade do vento. Além disso, os insetos são os principais vetores de pólen de indivíduos de R. cephalotes localizados dentro da mata. Portanto, sugerimos que a ambofilia é uma síndrome estável e importante para o sucesso reprodutivo do grupo. Atributos florais relacionados à anemofilia, como inflorescência do tipo panícula, brácteas involucrais verdes, brácteas florais marrons e estigma bífido são plesiomórficos no grupo. Já atributos relacionados à entomofilia surgiram de forma independente nos quatro clados da tribo. A partir deste estudo obteve-se uma visão geral sobre a biologia floral e reprodutiva em espécies de Rhynchospora, pode-se entender melhor o papel dos vetores de pólen, a importância da ambofilia e a história evolutiva do surgimento de caracteres entomófilos. Além disso, esta tese quebra o paradigma de que Rhynchospora é um gênero anemófilo, sendo possível, a partir deste estudo, classificá-lo como ambófilo.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/28418
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Biologia Vegetal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE Ana Carolina Galindo da Costa.pdf3.3 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons