Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2818
Title: Qualidade ágil de software
Authors: ALBUQUERQUE, Carlos Antônio Menezes de
Keywords: Qualidade de software; Metodologias ágeis; CMMI
Issue Date: 2005
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Antônio Menezes de Albuquerque, Carlos; Marcos Lins de Vasconcelos, Alexandre. Qualidade ágil de software. 2005. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2005.
Abstract: Com a necessidade de se ter metodologias que facilitassem a produção de software para que fossem evitados a baixa qualidade, os atrasos, bem como os gastos excessivos, foram introduzidos diversos padrões e processos de desenvolvimento de software. Porém, em alguns casos houve uma preocupação excessiva em relação aos papéis exercidos, documentação e artefatos gerados. Tais metodologias passaram a ser consideradas, por alguns, burocráticas e com ênfase nas atividades meio, pois traziam a necessidade de um grande formalismo para os artefatos intermediários (por exemplo, especificações e modelos) ao invés de focarem na qualidade dos artefatos fins (por exemplo, código). Surgiram então algumas metodologias mais simplificadas, voltadas para equipes menores com intensa comunicação, utilizando processos mais leves e uma maior flexibilidade a mudanças, as quais foram chamadas de metodologias ágeis. Tanto em metodologias tradicionais como nas ágeis, é aconselhável que exista alguma atividade que garanta a qualidade tanto do processo que está sendo utilizado como do produto sendo construído. Neste contexto, a garantia da qualidade auxilia o controle do projeto, fornecendo uma visão adequada do processo que está sendo utilizado pelo projeto de software e dos produtos que estão sendo construídos. Entre suas atividades podemos ressaltar, revisões, validações e auditorias nos produtos e processos de software. Um dos representantes dos modelos de melhoria da qualidade é o CMMI (Capability Maturity Model Integration) que apresenta a possibilidade de uma evolução contínua, fornecendo maior flexibilidade, focando em áreas de processo específicas, de acordo com metas e objetivos de negócio. Neste trabalho apresentamos uma disciplina, doravante chamada Qualidade Ágil de Software (QAS), para qualidade de software, independente de metodologia de desenvolvimento e voltada para projetos com equipes de até 20 pessoas. A QAS foi desenvolvida com base no TSP (Team Software Process) e em metodologias ágeis, de modo a estar alinhada ao nível 2 de Capacidade do CMMI (segundo o modelo contínuo) para as áreas de processo Verificação, Validação e Garantia da Qualidade do Processo e do Produto
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2818
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Ciência da Computação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo7785_1.pdf1.88 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.