Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/28104
Título: A qualificação profissional na globalização: avaliação do Plano Territorial de Qualificação em Pernambuco (Recife) 2004-2005
Autor(es): MACEDO, Lucinda Maria da Rocha
Palavras-chave: Avaliação; Política pública; Qualificações profissionais
Data do documento: 15-Out-2007
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: O presente trabalho de investigação buscou desenvolver um estudo avaliativo centrado nos impactos da qualificação profissional sobre as condições de vida dos egressos do Plano Nacional de Qualificação. Toma como objeto de pesquisa a expressão estadual do Plano Nacional de Qualificação (PNQ), ou seja, os Panos Territoriais de Qualificação, PlanTeQs/PE/Recife 2004 e 2005. Tal objetivo demandou uma reflexão acerca das mudanças no mundo do trabalho no contexto da globalização. Para delimitar o escopo de pesquisa foi importante trabalhar o conceito de globalização e relacioná-lo à qualificação profissional e às condições de vida. O processo de globalização é entendido como histórico, social, político e cultural, tendo como um de seus principais impactos o desemprego e a precarização das relações de trabalho. A qualificação profissional é uma das respostas implementadas nacionalmente para o enfrentamento dos desafios postos por este processo. O programa de qualificação profissional, no molde do PlanTeQ, adquire configuração peculiar e está dirigido à população desfavorecida socialmente. Os objetivos centrais que orientaram a investigação foram: a) Investigar as mudanças nas condições de vida dos egressos do PlanTeQ/PE/Recife 2004-2005, atribuídos à qualificação profissional; b) Identificar que outras mudanças do Programa são indicados pelos egressos; c) Investigar qual a avaliação que os egressos fazem dos PlanTeQs 2004-2005. A avaliação de mudanças demonstra as condições históricas de sua emergência, a fragilidade inerente ao mesmo, principalmente, no que se refere aos resultados alcançados frente às condições políticas e econômicas do contexto em que se desenvolve. O universo da pesquisa foram 183 egressos concluintes dos cursos, nos anos indicados. Na coleta de dados privilegiou-se como instrumento o questionário. A análise lançou mão de métodos qualitativos e quantitativos na consideração da complexidade da problemática escolhida e exigiu que se recorresse à abordagem centrada na perspectiva transdisciplinar, com recursos as produções, acerca do tema, nas áreas de Serviço Social, Economia, Sociologia, Psicologia e Educação. A avaliação indica que a ênfase recai na subalternização dos programas à lógica do capital e a valorização das demandas do mercado, em nome da qualificação do trabalhador. Não há indicação de mudanças substantivas nas condições de vida dos egressos relacionadas à participação no Programa de Qualificação Profissional. Há, porém, mudanças expressas na concepção sobre si, melhoria nos relacionamentos interpessoais e familiares, saber fazer um currículo e se apresentar em uma entrevista, além de mudanças associadas à frequência e conclusão dos cursos.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/28104
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Serviço Social

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE Lucinda Maria da Rocha Macedo.pdf1,33 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons