Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/25975
Título: Petrologia e geoquímica de nódulos ultramáficos do plug de Serra de São Pedro, Nordeste do Brasil, e dos plugs de Nyons, Fundong e Monte Camarões, República dos Camarões
Autor(es): CARVALHO, Bruna Maria Borba de
Palavras-chave: Geociências; Xenólitos ultramáficos; Serra de São Pedro; Linha vulcânica dos Camarões; Temperatura. Pressão
Data do documento: 2-Ago-2016
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: A ocorrência de plugs e necks basálticos portadores de nódulos ultramáficos, de idade Oligoceno–Mioceno, na região central do Rio Grande do Norte e Paraíba, foram estudados desde longo tempo atrás. A Serra de São Pedro, localizada a 15 km a leste de Itapetim, é o único plug deste tipo em Pernambuco e nunca foi estudado em detalhe. Análises químicas em rocha total desta ocorrência apresentam deficiência em SiO₂ que varia de 43 a 45%, exibindo Na₂O + K₂O de 4 a 6%. Amostras formam um trend dentro da série alcalina como basanitos (> 10% de olivina normativa) e tefritos (<10% de olivina normativa). Nódulos ultramáficos (espinélio-lherzolito e dunitos) em geral com < 2 cm de tamanho é um dos principais focos deste trabalho e que são comparados com nódulos ultramáficos coletados em três plugs (Nyos, Fundong e Monte Camarões) da “Linha Vulcânica dos Camarões”. Estes ultimos mostram uma maior variedade petrográfica, e são constituídos por dunitos, espinélio-lherzolitos e piroxenitos. Tanto os nódulos do plug de São Pedro como os dos plugs da Linha Vulcânica dos Camarões mostram uma certa deformação no estado sólido, olivinas e piroxênios exibindo geminação secundária e kink bands. Nestes nódulos, em geral olivina aparece como cristais mais desenvolvidos e algumas vezes com contatos a 120o indicando uma textura de equilíbrio metamórfico. A deformação observada nestes nódulos resultou provavelmente do movimento das placas Sul-Americana (São Pedro) ou Africana (Camarões). Análises químicas de orto e clinopiroxênio de nódulos do plug de São Pedro permitem uma estimativa preliminar da variação P-T na fonte destes nódulos, gerando resultados de aproximadamente 950°C para a temperatura, e pressão variando entre 25 e 35 kbars.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/25975
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Geociências

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO Bruna Maria Borba de Carvalho.pdf5,32 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons