Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2570
Título: O uso do EDGE nos sistemas celulares em direção à 3ª geração
Autor(es): Santana Aguiar, Elisangela
Palavras-chave: EDGE; EGPRS; GPRS; Evolução dos serviços de dados; Sistemas móvel
Data do documento: 2002
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Santana Aguiar, Elisangela; Kelner, Judith. O uso do EDGE nos sistemas celulares em direção à 3ª geração. 2002. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2002.
Resumo: Atualmente o mercado das comunicações móveis está sendo dirigido pela necessidade dos serviços de dados. Entre os sistemas da primeira e segunda geração (1G e 2G), o GSM (Global System Mobile) é indiscutivelmente o mais utilizado no mundo para aplicações de voz, porém, continua oferecendo serviços de dados com baixas taxas de transmissão, as quais em paralelo com as baixas capacidades dos sistemas, são os principais problemas do progresso da multimídia móvel. Além disso, os serviços de dados são caracterizados pela necessidade de grandes larguras de banda. Sendo assim, o GSM que originalmente foi desenvolvido para transmissão de voz e serviços de dados com baixas taxas, está rapidamente sendo atualizado para incorporar novos serviços multimídia. Na sua geração intermediária 2,5G, com o HSCSD (High Speed Circuit Switching Service Data) e o GPRS (General Packet Radio Service), possuirão suas taxas de dados aumentadas em três vezes com a introdução de suas versões melhoradas, ECSD (Enhanced Circuit Switched Data) e EGPRS (Enhanced GPRS), juntos esses dois sistemas são denominados de EDGE (Enhanced Data Rate for Global Evolution). O EDGE utilizará uma modulação de alto nível denominada 8PSK (8 Phase Shift Keying) em conjunto com a GMSK (Gaussian Minimum Shift Keying), utilizada pelo GPRS, também usará esquemas de codificação mais eficientes e mecanismos de controle de qualidade do link, IR (Incremental Redundancy) e LA (Link Adaptation), os quais trazem benefícios quando utilizados em boas condições de propagação. Este trabalho trata da evolução dos serviços de dados, em especial da 2,5G, concentrando-se no estudo do EDGE, mais especificamente do EGPRS, com a abordagem dos seus principais aspectos e características. Foram realizados estudos considerando as alocações single e multislot, suas especificações, para a transmissão de diferentes modelos de dados, Funet, Railway e Mobitex, entre PCU (Packet Control Unit) e MSs (Mobile Stations). Desenvolveu-se um protótipo com o objetivo de simular esse nível de abstração e testar um algoritmo para a otimização das alocações, de forma a permitir o melhor estudo e a análise do desempenho do sistema
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2570
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciência da Computação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo5031_1.pdf3,26 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.