Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/25038
Title: Fatores associados à incontinência urinária em gestantes adolescentes: um estudo caso-controle
Authors: BARBOSA, Leila Maria Alvares
Keywords: Adolescente;Fatores de risco;Gestantes;Incontinência urinária
Issue Date: 23-Feb-2017
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: As modificações corporais que em gestantes adolescentes podem ocasionar a obesidade neste período. Conjectura-se que a obesidade promove o aumento da pressão vesical, sendo um possível fator associado à incontinência urinária (IU) em gestantes adolescentes. A partir desta tese foram desenvolvidos três estudos: uma revisão sistemática com metanálise (determinar se multiparidade, sobrepeso/obesidade e idade maior ou igual a 35 anos são fatores de risco para IU na gestação), um estudo de caso-controle (avaliar a associação entre obesidade gestacional e outros potenciais fatores no desenvolvimento da IU em gestantes adolescentes) e série de casos [verificar a gravidade da IU e sua repercussão na qualidade de vida (QV) de gestantes adolescentes]. A revisão sistemática de estudos observacionais, sem restrição de ano ou idioma, foi previamente registrada no Prospero (CRD42014013193) e desenvolvida por dois revisores independentes. As buscas foram realizadas na MEDLINE/PubMed, Lilacs, CINAHL e Scopus. O risco de viés foi avaliado pelo Newcastle-Ottawa Quality Assessment Scale e a qualidade de evidência pelo Grading of Recommendations, Assessment, Development and Evaluation Evidence Profile. O caso-controle foi desenvolvido em três hospitais públicos de Pernambuco, Brasil. Foram incluídas gestantes adolescentes com idade de 10 a 19 anos e idade gestacional a partir de 27 semanas. Foram avaliadas 658 voluntárias: 329 no grupo caso (IU) e 329 no grupo controle (sem IU). Todas voluntárias responderam ao formulário de avaliação, contendo informações sobre desfecho de interesse e fatores associados. As voluntárias com IU responderam ao Incontinence Severity Index (gravidade da IU) e ao International Consultation on Incontinence Questionnaire for Urinary Incontinence–Short Form (interferência da IU na QV). Oito artigos foram incluídos na revisão sistemática, que através de qualidade de evidência muito baixa demonstrou que multiparidade [odds ratio (OR): 1,69; intervalo de confiança (IC) 95%: 1,61 a 1,78], sobrepeso/obesidade na gestação (OR: 1,34; IC95%: 1,29 a 1,40) e idade maior ou igual a 35 anos (OR: 1,53; IC95%: 1,45 a 1,62) são fatores de risco para IU na gestação. Quanto aos resultados do caso-controle, a análise multivariada identificou três variáveis associadas à IU em gestantes adolescentes: idade de 10 a 14 anos (OR: 2,5; IC95%: 1,13 a 5,35), IU prévia em infância, gestação ou pós-parto (OR: 1,9; IC 95%: 1,36 a 2,75) e constipação intestinal (OR: 1,7; IC95%: 1,23 a 2,42). Além disso, ser multigesta foi um fator que diminuiu a chance de ter IU (OR: 0,5; IC95%: 0,31 a 0,66). A gravidade da IU foi considerada moderada a muito grave (79,3%) e a repercussão da IU na QV foi moderada (média 9,84; IC95%: 9,40 a 10,28). Conclui-se que: 1) Multiparidade, sobrepeso/obesidade e idade maior ou igual a 35 anos são fatores de risco para IU na gestação, baseado em qualidade de evidência muito baixa. 2) Não foi observada associação entre obesidade na gestação e IU em gestantes adolescentes, porém, idade de 10 a 14 anos; IU prévia em infância, gestação ou pós-parto; constipação intestinal e ser multigesta foram fatores associados. 3) A IU tem gravidade moderada a muito grave e repercussão moderada na QV de gestantes adolescentes.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/25038
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Saúde da Criança e do Adolescente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE Leila Maria Alvares Barbosa.pdf2.22 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons