Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/24171
Title: A importância da escolha racional do reagente regulador de pH em processos alcalinos de flotação
Authors: OLIVEIRA, Amanda Carvalho de
Keywords: Engenharia Mineral;Reguladores de pH;Flotação de quartzo;Flotação de dolomita;Hidróxido de sódio;Hidróxido de cálcio;Carbonato de sódio
Issue Date: 7-Dec-2016
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: O processo de flotação ocorre, predominante, em meio alcalino e o controle do pH se faz com a adição de reagentes reguladores. Os reguladores alcalinos mais utilizados são hidróxido de sódio, hidróxido de cálcio e carbonato de sódio, os quais dissociam liberando além da hidroxila, os íons Na+, Ca2+ e CO32- que podem influenciar o resultado da flotação. O trabalho teve por objetivo contribuir para uma escolha racional dos reguladores de pH, uma vez que na prática industrial a escolha costuma ser feita com base nos custos. Foi estudada a influência dos principais reguladores alcalinos na flotação de quartzo e dolomita. Medidas de potencial zeta, análises espectroscópicas na região do infravermelho e medidas de condutividade elétrica foram realizadas. Na flotação do quartzo com amina (50 g/t) até o limite de 10 ppm de íons Fe3+ na polpa, o tipo de regulador não afetou significativamente a flotabilidade. A partir da concentração de 10 ppm de íons férricos, a regulagem do pH com o carbonato de sódio apresentou as melhores condições de flotabilidade. O resultado foi explicado com base na precipitação dos íons Fe3+ com a formação de Fe2(CO3)3(s). Na flotação de dolomita com amina (100 g/t), uma recuperação de 86,5% foi obtida com o uso do hidróxido de cálcio em pH 12. Nessa faixa de pH a amina encontra-se na forma molecular e a superfície do mineral com excesso de cargas positivas. Dessa forma, sugere-se uma adsorção via interação química N-Ca e por ligações de hidrogênio. Na flotação da dolomita com oleato de sódio, o regulador carbonato de sódio é o mais indicado, pois o íon CO32- precipita os íons Ca2+ e Mg2+ dissociados do mineral.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/24171
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Engenharia Mineral

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO Amanda Carvalho de Oliveira.pdf2.21 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.