Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2394
Título: Uma Proposta para Modelagem de Requisitos Não-Funcionais em Projetos Ágeis
Autor(es): Sales de Brito, Rebeka
Palavras-chave: Projetos ágeis;Quality scenarios;Engenharia de requisitos;Modelagem de requisitos rão-funcionais
Data do documento: 31-Jan-2010
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Sales de Brito, Rebeka; Frota Alves, Carina. Uma Proposta para Modelagem de Requisitos Não-Funcionais em Projetos Ágeis. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Resumo: O constante avanço tecnológico tem impulsionado empresas a desenvolver software de forma mais eficiente e com qualidade para se diferenciar dos competidores no mercado. Buscando atender às solicitações do cliente de forma satisfatória, a fim de adquirir uma posição privilegiada no mercado de desenvolvimento de software, os métodos ágeis tornaram-se alvo dos investimentos de organizações que atuam no setor tecnológico. Os métodos ágeis propõem a valorização do indivíduo, o software funcionando, a colaboração do cliente e a resposta rápida a mudanças, algumas das mais importantes preocupações das empresas atualmente. Requisitos não-funcionais são atributos de qualidade que um sistema deve possuir ou determinam quão bem ele deve realizar uma determinada função. Esses requisitos são elicitados em paralelo aos funcionais e possuem uma influência direta na qualidade dos sistemas. São esses atributos associados às funcionalidades que tornarão o sistema atrativo ao usuário, seguro, com um bom desempenho, de fácil uso e de fácil aprendizado. Normalmente, requisitos nãofuncionais são interdependentes, onde a satisfação de um requisito impacta na satisfação de outro, podendo originar conflitos que precisam ser compreendidos e gerenciados. Modelar requisitos não-funcionais é um desafio diante das características próprias a esses requisitos e da pequena importância a eles dada desde a fase de levantamento de requisitos até o desenvolvimento do sistema. A contribuição desta dissertação é propor a utilização de quality scenarios em projetos ágeis para uma melhor compreensão dos requisitos não-funcionais explicitando as suas interdependências e conflitos. Um estudo empírico foi realizado em uma empresa de desenvolvimento de software, com o objetivo de avaliar a abordagem proposta, tendo como foco principal a modelagem de requisitos de usabilidade
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2394
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciência da Computação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo3221_1.pdf5,35 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.