Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/23747
Title: Redução dos comportamentos relacionados à ansiedade em ratos submetidos a 4 semanas de treinamento resistido diário
Authors: SILVA, Kecli MarlI Vieira da
Keywords: Treinamento físico – ratos; Educação física – pesquisa
Issue Date: 20-Feb-2018
Citation: SILVA, K. M. V.
Abstract: Objetivo: Avaliar a influência do treinamento resistido diário sobre comportamentos relacionados à ansiedade em ratos adultos. Métodos: Foram utilizados 26 ratos Wistar machos provenientes da colônia de criação do Departamento de Nutrição da UFPE. A partir dos 70 dias de vida, esses animais foram divididos em dois grupos: Controle (n=12) e Treinado (n=14). O grupo Controle permaneceu sempre em sua gaiola original. Os animais do grupo Treinado foram submetidos a treinamento resistido (5x por semana) durante quatro semanas. O treino consistia de 10 subidas diárias em escada (angulação 70°) com 80% da sobrecarga máxima. Esta carga era avaliada semanalmente por um teste de capacidade de carregamento máximo. Ao final das quatros semanas, todos os animais foram filmados durante cinco minutos enquanto se locomoviam livremente num labirinto elevado em cruz. Posteriormente, esses vídeos foram analisados para extração de dados relacionados ao comportamento de ansiedade. Todos os dados foram analisados pelo teste T de Student, com significância em p <0,05. Todo o protocolo foi aprovado pela Comissão de Ética em Uso de Animais da UFPE (processo n° 0002/2017). Resultados: Os animais do grupo Treinado apresentaram maior tempo de permanência nos braços abertos (Controle 26,33 ± 4,50, Treinado 51,10 ± 4,19, em segundos p=0,0009) e menor tempo de permanência nos braços fechados (Controle 206,6 ± 7,93, Treinado 169,9 ± 7,48, em segundos, p=0,036). O grupo Treinado também apresentou menor tempo por entrada nos braços fechados (Controle 16,16 ± 2,11, Treinado 10,67 ± 0,53, em segundos, p=0,013). Não foram observadas diferenças nas porcentagens de entradas em ambos os braços (Aberto: Controle 35,25 ± 2,15, Treinado 38,54 ± 2,88; Fechado: 64,83 ± 2,14, Treinado 61,46 ± 2,88, em %), no tempo de permanência na área central (Controle 67,60 ± 4,01, Treinado 72,00 ± 4,26, em segundos), nem no tempo por entrada no braço aberto (Controle 4,46 ± 0,63, Treinado 4,62 ± 0,31, em segundos). Conclusão: Treinamento resistido diário em escada durante quatro semanas reduziu os comportamentos relacionados a ansiedades no teste de labirinto elevado em cruz. Estes resultados mostram um efeito ansiolítico do treinamento resistido em ratos. Financiamento: UFPE.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/23747
Appears in Collections:TCC - Educação Física (Bacharelado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SILVA, Kecli MarlI Vieira da.pdf452.03 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons