Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/23732
Title: Processos formadores e tipologia do Magmatismo Ediacarano de Alto-K dos domínios Transversal e Penambuco-Alagoas da província Borborema e do Escudo Sul-Rio Grandense da província Mantiqueira
Authors: SANTOS, Lucilene dos
Keywords: Geociências;Magmatismo Alto-K;Ediacarano;Elementos Traço;Química Mineral
Issue Date: 20-Jan-2017
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: Magmatismo de alto-K constitui importante feição da evolução Brasiliana (Ediacarano) das províncias Borborema (NE) e Mantiqueira (Sul). Neste trabalho foram estudadas 07 intrusões dos domínios da Subprovíncia Transversal [Bom Jardim (SBJ), Toritama (ST), Fazenda Nova (SFN), Terra Nova (STN), Campina Grande (CCG), Pajeú (PP)] e do Domínio Pernambuco Alagoas (Suíte Serra do Catú-SSC) da Província Borborema-PB e, 04 intrusões [Lavras do Sul (SLS), Santo Antônio (SSA), Cruzeiro do Sul (PCS), Encruzilhada do Sul (SES)], da Província Mantiqueira. As intrusões estudadas estão dispostas ao longo de zonas de cisalhamento transcorrentes e suas ramificações de movimentações sincrônicas ou assíncronas, e/ou associadas a sistemas de falhas. São rochas metaluminosas de alto-K (SBJ, ST, SFN, STN, CCG, PP, SSC, SLS, SSA, PCS, SES) a peralcalinas (SES), incluindo enclaves máficos ricos em K, cogenéticos ou não. Dados U-Pb por LA-ICP-MS em zircão e titanita (STN) definem idades concordantes variando de 605 a 566 Ma (Ex: SBJ - 581,7 ± 1,4 Ma; SBJ/enclave - 581 ± 3,9 Ma; ST - 588,5 ± 7 Ma; SFN - 591,4 ± 4 Ma; CCG - 580,9 ± 1,2 Ma; CCG/gabro - 577,3 ± 6 Ma; PP - 565,6 ± 4,7 Ma; STN - 599 ± 13 Ma; SSC - 605,1 ± 3,5 Ma; SLS - 584,4 ± 4,8 Ma). Zircões e titanitas foram analisados geoquimicamente e suas imagens CL e BSE mostram zonação magmática, inclusões de apatita, monazita, e óxidos. Zircões apresentam padrões enriquecidos em ETRP, anomalia positiva de Ce e negativa de Eu, sugerindo origem ígnea. Valores de εHf(t) variam de -9 a -22, e idades modelo TDM de 1,5 Ga e 2,0 Ga. Razões Zr/Hf (ppm) em zircões sugerem mais de uma fonte para os granitóides estudados. Os granitoides estudados são classificados como shoshoníticos e transicionais. Os dados obtidos sugerem que as fontes destes granitoides envolveram grau variado de mistura entre magmas alcalinos e calcioalcalinos, este último possivelmente resultante da fusão de crosta inferior. A evolução dos magmas envolveu contaminação/assimilação de magmas gerados por fusão parcial da crosta. Cristalização fracionada foi o principal processo envolvido na evolução dos magmas shoshoníticos principalmente do SBJ. Semelhanças isotópicas e geoquímicas dos granitoides de alto-K nas províncias Borborema e Mantiqueira possibilitaram classificar o magmatismo de alto-K destas províncias como: 1) calcioalcalino de alto-K, (SFN, CCG) com valores de εNd(t) variando de -12 a -15, TDM 1,7-2,1 Ga, valores de εHf(t) de -17 a -23, ƒO2 de -6 a -23, e idade de cristalização variando de 591 a 581 Ma; 2) shoshonítico, (STN, SSC, SLS, SSA, PCS) com valores de εNd(t)= -1,2 a -14, TDM=1,2-1,9 Ga, εHf(t)=-12, ƒO2 de 0 a -23, δ18O=5,8-9,3, e idade de cristalização 605-584 Ma; 3) transicional shoshonítico-alcalino, (SBJ, ST, Gabro-CCG, PP) com valores de εNd(t) variando de -9 a -19, TDM = 1,7-2,2 Ga, εHf(t)=-9 a -22, ƒO2 de 2 a -24, e idade de cristalização no intervalo 588-566 Ma; 4) toleítico-alcalino, (SES) com valores de εNd(t) = -16, TDM = 2,1 Ga, ƒO2 de -13 a -19, e idade de cristalização 585 Ma.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/23732
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Geociências

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_Lucilene_Versão Biblioteca_opt2.pdf10.93 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons