Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2359
Título: Definição de perfil de capacidade de processo para empresa dirigida a evolução de produto de software
Autor(es): Lima, Geovane Nogueira
Palavras-chave: Melhoria de Processos de Software (MPS); Perfil de Capacidade de Processo; CMMI; MPS.BR; Evolução de Produto de Software; PRO2PI
Data do documento: 31-Jan-2008
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Nogueira Lima, Geovane; Romero de Lemos Meira, Silvio. Definição de perfil de capacidade de processo para empresa dirigida a evolução de produto de software. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Resumo: A Melhoria de Processos de Software (MPS) tem se mostrado, na prática, uma abordagem viável e eficiente para a melhoria das organizações. Contudo, a adoção da MPS envolve inúmeros desafios e dificuldades, os quais contribuem para que várias iniciativas de adoção da MPS acabem fracassando. A MPS baseada em modelos da qualidade (model based software process improvement) com níveis fixos de maturidade, não atendem a diversidade de empresas da indústria de software. A MDPEK têm se apresentado como uma forma alternativa e bastante promissora para a adoção de MPS. Na melhoria dirigida a Perfil de Capacidade de Processo (PCP) os processos a serem melhorados não estão prefixados, estes devem ser definidos de acordo com os objetivos, estratégias e contextos de negócio das organizações. No contexto das empresas dirigidas a evolução de produtos de software, é bastante nítida a dificuldade em implantação dos modelos da qualidade baseados em níveis pré-fixados de maturidade. Muito embora, os benefícios obtidos com adoção destes modelos são reconhecidos. Este tipo de empresa apresenta características particulares que dificultam a adoção da MPS de forma tradicional. Esta dissertação aplica os conceitos da MDPEK para a definição de um PCP, baseado no CMMI, e direcionado ao domínio específico das empresas dirigidas à evolução de produto de software. A abordagem PRO2PI é utilizada como referência para guiar a execução das atividades de definição do PCP. O qual é proposto tomando como base as observações e estudos realizados em um grupo de oito empresas de dirigidas à evolução de produto de software, e posteriormente validado em duas empresas que aplicaram a MPS e foram, recentemente, avaliadas no nível 2 de maturidade do CMMI
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2359
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciência da Computação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo3178_1.pdf2,23 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.