Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2232
Título: Caracterização cromossômica de híbridos intergenéricos de trigo (triticum aestivum X thinopyrum ponticum) com diferentes combinações genômicas
Autor(es): Christina Brasileiro Vidal, Ana
Palavras-chave: Trigo;Thinopyrum ponticum;Instabilidade mitótica;Conteúdo de DNA;Prata;FISH;GISH
Data do documento: 2003
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Christina Brasileiro Vidal, Ana; dos Santos Guerra Filho, Marcelo. Caracterização cromossômica de híbridos intergenéricos de trigo (triticum aestivum X thinopyrum ponticum) com diferentes combinações genômicas. 2003. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Resumo: Foram caracterizados citogeneticamente oito acessos, incluindo a linhagem de trigo PF 839197 (Triticum aestivum, 2n = 42), Thinopyrum ponticum PF Ag. el. 84001 (2n = 70) e seis acessos híbridos derivados de PF 839197/PF Ag. el. 84001//2* CEP19 , com cinco ou sete gerações de autofecundação. Cromossomos de PF 839197 e de Ag. el. 84001 foram analisados por hibridização in situ com as sondas pTa794, pTa71, pSc119.2, pAs1 e (AAG)5. A linhagem PF 839197 mostrou padrão de marcas semelhante ao da cultivar Chinese Spring , exceto para o braço 1BS de padrão típico de centeio, sugerindo uma translocação 1BL.1RS, confirmada por hibridização genômica in situ (GISH). O acesso PF Ag. el. 84001 apresentou 17 cromossomos com sítios de DNAr 45S e 5S e três cromossomos apenas com DNAr 5S. Os acessos híbridos foram instáveis mitoticamente, observando-se variação numérica extensa, com mosaicismo em 100% dos indivíduos e maior freqüência de números superiores a 42 cromossomos. Essas variações foram confirmadas pela medição do conteúdo de DNA. Em mitose, verificou-se a presença de cromossomos de separação precoce, cromátides retardatárias, fragmentos cromossômicos e micronúcleos, também evidenciada pela imunocoloração com anti-histona H3 fosforilada. Observou-se que nos cromossomos de separação precoce e nas cromátides retardatárias as histonas não fosforilaram. Essa instabilidade pode ter sido herdada da cultivar CEP 19 , que foi relativamente instável. A GISH, utilizando DNA genômico de Th. ponticum, mostrou que o complemento cromossômico de cinco acessos consiste de 36 a 42 cromossomos de trigo e de 11 a 14 de Thinopyrum, sugerindo que estes últimos tendem a ser transmitidos como conjuntos monoplóides nos anfidiplóides parciais
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2232
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Ciências Biológicas

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo9345_1.pdf1,9 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.