Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/22200
Title: Espiritualidade, intuição e razão: contribuições à formação humana no pensamento de Röhr e no Espiritismo
Authors: SANTOS, Marcelo Gonçalves
Keywords: Educação e espiritualidade;Formação humana;Espiritismo
Issue Date: 29-Aug-2016
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: O pensamento de Ferdinand Röhr acerca da Educação e Espiritualidade inscreve-se, de modo pioneiro e consistente, no âmago dos debates neste campo. As suas concepções aludem tanto a um suporte filosófico concatenado sob o apanágio do binômio imanência-transcendência – encontrando a sua centralidade na filosofia de Jaspers – quanto àquelas, dentre as filosofias da existência, que propõem um sentido para a vida, característica também presente na periechontologia jasperiana. Por outro lado, a perspectiva de Röhr apoia-se, igualmente, na vivência multidimensional que lhe é própria, a qual fornece ao seu discernimento espiritual e pedagógico um alcance peculiar no tocante à realidade, ao ser humano e à educação. À luz desta compreensão röhriana, este trabalho delineia uma noção de espiritualidade no Espiritismo, sob um prisma formacional; portanto, ocupa-se, conjuntamente, da caracterização da Educação e Espiritualidade nesta doutrina filosófico-religiosa. O cotejamento entre as duas abordagens encontra seu ponto nevrálgico na noção em torno das possibilidades em aceder à alçada espiritual nas experiências: Röhr afirma, em bases metafísica e existencial, a exclusividade e a autenticidade da intuição; a Doutrina Espírita convém em uma incumbência propriamente espiritual à razão – considerada em seu sentido abrangente, em consonância com os demais atributos humanos. O foco sob o qual está concebida a questão da espiritualidade é o das perspectivas educacionais de caráter integral, ou seja, aquelas que asseveram a educação como um fenômeno integralmente humano e não apenas como uma prática social alicerçada em uma ciência ou um conjunto delas; um posicionamento onde a espiritualidade é incorporada à intencionalidade inerente à formação humana e não subsume, ou é subsumida, por qualquer outro aspecto formativo, bem como resiste à sua captura por forças reducionistas. Röhr enfatiza a integralidade como realidade subjacente à educacão. Cogitando a transcendência no limite da imanência, o sentido da vida torna-se abordável e referencial ao se considerar o vínculo entre a educação e a espiritualidade. Com isso, a metada educação integral que inclui a espiritualidade coincide com a busca pelo sentido da vida; é um cometimento multidimensional imanente que é atraído e abre-se à transcendência através dos alvitres existenciais. A Doutrina Espírita também realça a perspectiva integral na aproximação à realidade humana, e salienta a conveniência da abertura autoformativa, que promove as transformações aperfeiçoadoras mediante a vivência de dever consciencial. O tratamento metodológico desta pesquisa teórica, além da diligência bibliográfica e do pressuposto da “escrita assinada”, funda-se na reflexão hermenêutica, pois esta é considerada fecunda para as investigações no campo da Educação e Espiritualidade, haja vista o cânoneda compreensão como uma apreensão de sentido e os fundamentos das estruturas de horizonte, circular, de diálogo e de mediação, pois, em consonância com esta última, a espiritualidade e o percurso formativo onde ela se insere convergem com a incondicionalidade do Ser, mediada no mundo e na história.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/22200
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Marcelo Gonçalves completa depósito BDTD.pdf1.36 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons