Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2158
Título: Organização morfofuncional de componentes neurais do Sistema de Temporização Circadiana em ratos jovens malnutridos
Autor(es): Cristina Ramos Vilela, Maria
Palavras-chave: NPY;Malnutrição;NSQ;Retina;Folheto intergeniculado
Data do documento: 2003
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Cristina Ramos Vilela, Maria; Lara da Silveira Andrade da Costa, Belmira. Organização morfofuncional de componentes neurais do Sistema de Temporização Circadiana em ratos jovens malnutridos. 2003. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Fisiologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Resumo: Estudos sobre os efeitos da má-nutrição na organização temporal do comportamento têm indicado alterações na expressão da ritmicidade circadiana por comprometer a sincronização dos ritmos endógenos ao ciclo claro-escuro ambiental. O presente trabalho investigou em ratos jovens, os efeitos da má-nutrição crônica e severa sobre o desenvolvimento de componentes do sistema de temporização circadiana: retina, núcleo supraquiasmático do hipotálamo (NSQ), folheto intergeniculado do tálamo (FIG) e tratos retinohipotalâmico (TRH) e genículohipotalâmico (TGH). Ratos do grupo controle foram alimentados com uma dieta padrão contendo 22% de proteína desde a gestação e ratos mal nutridos com uma dieta multideficiente desde a gestação (grupo GAA) ou do aleitamento (grupo AA) e mantidos sob um ciclo claro-escuro de 12:12 h sendo analisados aos 27, 30 e 60 dias. Secções coronais diencefálicas do hipotálamo e tálamo foram processadas por imunohistoquímica para visualizar neurônios do TRH e TGH. A retina e o NSQ foram analisados pelo método de Nissl. Comparados ao grupo controle, animais malnutridos exibiram uma redução significativa na área retiniana e na distribuição de células ganglionares; modificações nas dimensões do NSQ e na área ocupada pelos terminais do TRH, mas não na densidade destes terminais. O desenvolvimento do FIG e TGH não foi afetado pela má-nutrição. Os resultados sugerem uma vulnerabilidade diferenciada das regiões estudadas aos efeitos da má-nutrição severa instalada no período crítico do desenvolvimento do cérebro
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2158
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Bioquímica e Fisiologia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo6204_1.pdf2,47 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.