Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/21577
Título: Urbanismo sensível às águas: o paradigma da sustentabilidade na concepção de projetos para recuperação de rios urbanos
Autor(es): ALENCAR, Anna Karina Borges de
Palavras-chave: Urbano sensível às águas; Recuperação de rios urbanos; Desenvolvimento sustentável; Convivência com os cursos d’água urbanos
Data do documento: 16-Jun-2016
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Esta tese investiga como a noção de desenvolvimento sustentável tem sido abordada na concepção de projetos de recuperação de rios urbanos e quais elementos chaves que possibilitam o urbanismo sensível às águas. O termo sustentabilidade ainda é bastante amplo e complexo, considerado por muitos autores como um conceito ainda em construção. A abrangência da noção de sustentabilidade e sua aplicação como justificativa em uma diversidade de projetos e intervenções urbanísticas têm acarretado dificuldades na análise, e principalmente, na avaliação da extensão de seus efeitos, em especial os socioambientais. No cenário internacional, observa-se a emergência de inúmeras iniciativas de recuperação de rios urbanos tendo como perspectiva um ambiente sustentável. No Brasil, também sob o discurso da sustentabilidade, ainda observa-se o crescente número de projetos para rios urbanos objetivando a contenção das inundações propondo, dentre outras ações, a retificação e canalização dos leitos dos rios urbanos. Diante desse quadro, o presente trabalho tem como objetivo compreender como a noção de desenvolvimento sustentável tem sido abordada na concepção de projetos de recuperação de rios urbanos. Para tal, se realizou uma análise comparativa de um conjunto de projetos que visam à recuperação de rios urbanos, em nível internacional e nacional. Esta tese parte da hipótese que projetos que visam à recuperação de rios urbanos, tendo como objetivo um ambiente sustentável, teriam que propor intervenções que inter-relacionem todos os sistemas envolvidos de modo a promover os efeitos ao longo do tempo. A abordagem aqui utilizada seguiu de forma sistêmica e interdisciplinar, procurando observar o problema como uma das faces de um todo integrado. Deste modo, contou-se com a estruturação de uma metateoria para definir o desenho teórico da investigação e os instrumentos para coleta dos dados empíricos. A análise de formulação conceitual de sustentabilidade apresentada pelos diversos projetos foi submetida a uma análise de conteúdo, contando com o auxílio do software NVivo, de forma a elucidar quais elementos chaves possibilitam o urbanismo sensível às águas em projetos de recuperação de rios urbanos. A seleção dos planos e projetos focou cidades de porte médio e grande vulneráveis a pressões mais intensas. Assim, foram selecionados, para análise comparativa, casos no continente Norte Americano; Europeu; e Sul Americano. No contexto Sul Americano, foram selecionados dois casos brasileiros: um na região Sudeste do Brasil, em São Paulo e o outro, na região Nordeste, no Recife, este último recebendo maior atenção. Por fim, essa tese discute os resultados e apresenta uma contribuição teórica e metodológica da aplicação da noção de desenvolvimento sustentável na concepção de projetos de recuperação de rios urbanos.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/21577
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Desenvolvimento Urbano

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_final_Anna_bb_central.pdf12,11 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons