Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2087
Título: Valor protéico e implicações nutricionais da lectina de sementes de Cratylia mollis quando presente na dieta
Autor(es): Cláudia de Oliveira, Ana
Palavras-chave: Cratylia mollis; Dieta EW; Utilização Protéica Final
Data do documento: 2002
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Cláudia de Oliveira, Ana; Cassandra Breitenbach Barroso Coelho, Luana. Valor protéico e implicações nutricionais da lectina de sementes de Cratylia mollis quando presente na dieta. 2002. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Bioquímica, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2002.
Resumo: Feijão camaratu (Cratylia mollis), planta nativa da Região de Pernambuco, é considerado um excelente recurso forrageiro, e uma alternativa para obtenção de lectinas. Neste trabalho avaliou-se a qualidade protéica e as implicações nutricionais da lectina de sementes de C. mollis visando uma melhor caracterização do feijão camaratu como fonte alimentícia. Dietas contendo Egg- White (EW, controle positivo), farinha crua (RCm) e cozida (CCm) de sementes de C. mollis, ou suplementadas (SRCm e SCCm) com L-metionina e L-triptofano, além de uma dieta contendo lectina de C. molis purificada (Cra) e uma dieta isenta de proteínas (NPC), foram usadas por um período de 10 dias, em ratos machos tipo Wistar, desmamados aos 21 dias. Os órgãos foram retirados, pesados e liofilizados para obtenção do peso seco; as carcaças foram, também, desidratadas. Após a obtenção do peso seco dos órgãos e das carcaças, estes foram triturados de forma conjunta. Os animais que ingeriram as dietas RCm, SRCm e CCm apresentaram diminuição em seu crescimento, similar ao grupo com dieta NPC, o grupo SCCm apresentou uma redução menos significativa do desenvolvimento. Os parâmetros nutricionais de digestibilidade, NPU ( Utilização Protéica Final ), e valor biológico quando comparados com os do grupo EW, foram significativamene baixos para RCm; SRCm e CCm apresentaram valores baixos de NPU e valor biológico, mas boa digestibilidade. O grupo SCCm apresentou ótimos valores para todos os parâmetros. Os animais alimentados com a dieta contendo Cra apresentaram um bom crescimento, excelente aspectos vitais e físicos, com boa digestibilidade e NPU e valor biológico, similares aos grupos da EW. Entretanto uma significativa hipertrofia em alguns órgãos foram observados, quando comparados aos mesmos órgãos dos animais alimentados à dieta EW. Estes resultados sugerem que a semente de C. mollis e Cra induziram a alterações dos órgãos em ratos
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2087
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Bioquímica e Fisiologia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo4884_1.pdf175,95 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.