Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2066
Title: urificação e caracterização da lectina da vagem de Caesalpinia ferrea (CfePL) : aplicação biológica
Authors: XIMENES, Neila Caroline de Araújo
Keywords: C. ferrea lectina; Atividade antibacteriana; Atividade antifúngica
Issue Date: 2004
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Caroline de Araújo Ximenes, Neila; Cassandra Breitenbach Barroso Coelho, Luana. urificação e caracterização da lectina da vagem de Caesalpinia ferrea (CfePL) : aplicação biológica. 2004. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Bioquímica, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Abstract: Lectinas são proteínas que se ligam reversivelmente e especificamente a carboidratos. Caesalpinia ferrea é uma planta com ampla distribuição no Brasil, sendo utilizada em medicina popular. Este trabalho teve como objetivo a purificação e caracterização de lectina da vagem de Caesalpinia ferrea (CfePL). Extrato da vagem (E) em NaCl 0,15 M foi submetido a purificação parcial com carvão ativado seguido de precipitação com sulfato de amônio (0 80%, F80). A Atividade hemaglutinante (AH) de E e F80 foram avaliadas usando diferentes eritrócitos. F80 foi cromatografada em coluna de quitina e lavada com NaCl 0,15 M, seguido de NaCl 1M; CfePL foi eluída com ácido acético 1 M (pH 4,0). AH de CfePL foi avaliada em presença de soluções de íons (Ca2+ e Mg2+), diferentes valores de pH (2 12), por carboidratos, glicoproteínas e tratamento com diferentes temperaturas (30° 100°C, 30 min). A massa molecular da proteína nativa foi determinada pelo sistema ÄKTAFPLC usando a coluna Sephacryl S-300; Preparações de CfePL foram avaliadas por PAGE para proteínas nativas ácidas e básicas, bem como, em condições desnaturantes e redutoras. Atividade antimicrobiana de CfePL foi avaliada com amostras de bactérias Grampositivas (5) e Gram-negativas (3) ou fungo (4). CfePL não apresentou especificidade para eritrócitos humanos, eritrócitos de coelho (512-1) foram escolhidos para avaliação de AH. AH de CfePL foi estimulada por íons (65536-1) e diferentes valores de pH, a melhor AH (2048-1) foi obtida com tampão citrato-fosfato (pH 4,5, 5,0, 5,5) e fosfato de sódio (pH 7,5), sendo quase totalmente abolida em pH 9,0 (2-1). CfePL continuou ativa após aquecimento à 100°C, foi parcialmente inibida pelos carboidratos (manose, frutose, N-acetilglicosamina, trealose, raminose, sacarose, galactose, fucose) e ovoalbumina, caseína, fetuína e glicoproteínas de soro de coelho, humano e fetal bovino. CfePL, uma proteína básica, apresentou uma banda principal por SDS-PAGE. Sistema ÄKTAFPLC revelou dois picos protéicos com 43 e 31 kDa. CfePL (1,5μg) inibiu o crescimento dos microrganismos testados; os melhores resultados (halo, 17 mm) foram com Escherichia coli e Colletotrichum gloesporioides e apresentou uma concentração mínima inibitória (CMI) de 10μg/ml frente a estes dois microrganismos. CfePL, purificada em quantidades de miligramas, foi um poderoso agente antimicrobiano de baixo custo, com amplo espectro de ação
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2066
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Bioquímica e Fisiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4880_1.pdf506.67 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.