Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/20335
Title: Desenvolvimento e caracterização de filmes de Alginato incorporados com extratos de Anadenanthera colubrina (Vell.) Brenan visando o desenvolvimento de substituto temporário de pele
Authors: GOMES, Diogo do Nascimento
Keywords: Alginato; Angico; Substituto de Pele; Filmes Poliméricos; Alginate; Angico; Skin Substitutes; Polymeric Films
Issue Date: 29-Jul-2016
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: A pele funciona como uma barreira contra agentes físicos e patógenos, sem ela, diversos tipos de doenças causadas por agentes patógenos podem levar o indivíduo ao óbito. Substitutos temporários de pele auxiliam na regeneração cutânea, prevenindo a perda de líquidos e eletrólitos e o aparecimento de infecções. Alginatos são biomateriais biocompatíveis que podem ser utilizados para a confecção de substitutos temporários de pele. Adicionalmente, extratos e tinturas da Anadenanthera colubrina (Vell.). Brenan são amplamente utilizados na medicina tradicional, por apresentarem ações antimicrobianas e cicatrizantes, podem ser úteis na produção tais substitutos. Assim, este trabalho teve por objetivo produzir filmes baseados em alginato com ou sem adição de cloreto de cálcio, além da incorporação de extratos de A. colubrina. Foi avaliada a liberação de extratos de A. colubrina incorporados aos filmes em meio aquoso, além de ensaios físicos para verificar transparência, espessura, teores de umidade de todos os filmes de alginato e aqueles com incorporação de extratos. Adicionalmente foi verificada a distribuição do extrato no filme. Os filmes foram caracterizados por espectroscopia na região do Ultravioleta/Visível (UV/VIS) e do Infravermelho com transformada de Fourier (FT-IR). Adicionalmente foi avaliada a ação antimicrobiana qualitativa dos filmes incorporados com extratos etanólicos (50% e 80%) com ou sem a presença do Ca++, frente a linhagens multirresistentes Staphylococcus aureus. Os filmes sem incorporação de extratos apresentaram-se finos e mais transparentes (0,16 mm; 12,63) quando comparados com Cálcio (0,3 mm; não transparentes). Os filmes contendo extratos vegetais apresentaram diferenças apenas na transparência, de acordo com o extrato utilizado: 50% (0,61 mm; 3,04), a 80% (0,62 mm; 1,18) ou com CaCl2 e extrato (a 50% 0,62 mm e 2,17 a 80 % 0,75 mm; 2,03). As análises por UV/VIS evidenciaram homogeneidade na incorporação dos extratos nos filmes quando observados a 282 nm. Observouse uma pronunciada atividade bactericida destes filmes frente ao S. aureus, inclusive para as linhagens multirresistentes. O filme de Alginato com incorporação do extrato de A. colubrina 50% (FA50) apresentou maior inibição para S. aureus UFPEDA 700 (73.10-3 UFC), já o filme de Alginato reticulado com cálcio e com incorporação do extrato de A. colubrina 80% (FACa80) apresentou maior inibição do crescimento das cepas UFPEDA 711 (6.10-1) e 731 (261.10-1). Nos ensaios realizados (físico-químicos, espectroscópicos e microbiológicos) ficou evidenciada a diferença da liberação controlada dos extratos de A. colubrina (Vell.) Brenan em filmes com Ca++.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/20335
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Engenharia Biomédica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Diogo do nascimento Gomes.pdf2.06 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons