Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/20123
Title: O panorama das empresas de saneamento do nordeste no que se refere à adequação às Normas Internacionais de Contabilidade CPC 37, ICPC 01 e OCPC 05, sob a ótica da Teoria Institucional
Authors: OLIVEIRA, Marina Fidelis Jerônimo de
Keywords: Normas Internacionais de Contabilidade;Empresas de Saneamento do Nordeste;Padronização Contábil;International Accounting Standards;Sanitation companies;Standardization Accounting
Issue Date: 18-Feb-2016
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: O objetivo deste estudo foi verificar qual o estágio de adequação das empresas de saneamento do Nordeste relativo às especificidades presentes na CPC 37, ICPC 01 e OCPC05 analisando assim, o processo de convergência às normas internacionais de contabilidade. A abordagem adotada para a execução do estudo será qualitativa e a estratégia de pesquisa escolhida situouse num estudo exploratório. A coleta de informações necessárias à elaboração do estudo foi realizada a partir das empresas de saneamento básico Nordestinas vinculadas a AESBE. A coleta de informações necessárias à elaboração do estudo foi realizada por meio do preenchimento e aplicação de 2 tipos de questionários, junto aos contadores das empresas de saneamento do nordeste (etapa 1), e também através da análise dos registros em arquivos, ou seja, as Demonstrações Contábeis das referidas companhias (etapa 2). Com o intuito de responder como está o panorama das empresas de saneamento do Nordeste no se refere a adequação às Normas Internacionais de Contabilidade, mais especificamente a CPC 37, ICPC 01 e OCPC 05, observou-se como panorama que, através dos 18 questionários analisados dentre as 09 empresas de saneamento do Nordeste, 03 empresas concluíram seu processo de adesão às normas internacionais de contabilidade, 02 empresas ainda estão neste processo de convergência às normas internacionais e 03 empresas nem sequer iniciaram os procedimentos requeridos pelas normas técnicas para a adesão aos padrões internacionais. Além disso, verificou-se também que 01 empresa, apesar de afirmar já ter aderido 100% às normas internacionais, não cumpre o que preconiza a CPC 37, assim como as demais normas técnicas, ICPC 01 e OCPC 05. Adicionalmente, ressalta-se que apesar de ser um processo obrigatório desde 2010, apenas 33% das empresas cumpriram com os itens obrigatórios requeridos pelas normas técnicas aqui estudadas e podem ser consideradas como convergidas aos padrões internacionais de contabilidade, uma porcentagem pequena quando leva-se em consideração a margem de 5 a 7 anos concedidos para sua adoção.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/20123
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Ciências Contábeis

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marina Fodelis Jerônimo de Oliveira - PPGCC 2016.pdf1.11 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons