Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2003
Título: Penicillium sclerotigenum, agente etiológico da podridão-verde do inhame : patogenia, distribuição, geográfica, caracterização morfofisiológica e enzimática
Autor(es): Santana de Oliveira, Idjane
Palavras-chave: Fungos fitopatogênicos; Penicillium
Data do documento: 2005
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Santana de Oliveira, Idjane; Costa Maia, Leonor. Penicillium sclerotigenum, agente etiológico da podridão-verde do inhame : patogenia, distribuição, geográfica, caracterização morfofisiológica e enzimática. 2005. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2005.
Resumo: A podridão-verde do inhame (Dioscorea spp.) é uma doença do tipo póscolheita, causada pelo fungo Penicillium sclerotigenum, espécie descrita no Japão nos anos 50, tendo sido assinalada e redescrita no Brasil nos anos 70, em ambos os casos, com base em elementos taxonômicos obtidos de um único isolado. Trata-se de uma doença severa, podendo ser limitante para às exportações brasileiras. Apesar da importância fitossanitária de P. sclerotigenum, muitas informações sobre a patogenia e biologia desse organismo ainda são desconhecidas. Os objetivos da presente pesquisa foram estudar aspectos básicos da patogenicidade e distribuição geográfica de P. sclerotigenum no Brasil, bem como apresentar a caracterização morfofisiológica e enzimática dessa espécie fúngica, com base em 50 isolados, originários de túberas infectadas de D. cayennensis cv. da Costa e D. alata cv. São Tomé, com amostras obtidas em sete diferentes estados brasileiros, perfazendo quatro regiões. Dentre as culturas experimentalmente infectadas por P. sclerotigenum, destacaram-se a maçã e pêra, pois ambas, segundo a literatura, são excelentes substratos para a produção por P. expansum, em condições naturais, da micotoxina patulina, também produzida, apenas in vitro, por P. sclerotigenum. No que concerne a distribuição geográfica do patógeno, observou-se que P. sclerotigenum foi a única espécie desse gênero a causar podridãoverde do inhame no Brasil, tendo sido assinalada nos Estados da Bahia, Distrito Federal, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rondônia e São Paulo. Penicillium sclerotigenum infectou indistintamente D. cayennensis e D. alata, não existindo raça fisiológica para essa espécie, embora a doença tenha se mostrado mais severa em D. cayennensis, mesmo quando inoculada com isolados de D. alata. Foram observadas variações micro e macromorfológicas e diversidade de colônia entre os 50 isolados
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2003
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Ciências Biológicas

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo5162_1.pdf6,06 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.