Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1989
Title: A UNASUL e o futuro da integração sulamericana : uma visão sobre a posição do Brasil à luz das teorias das relações internacionais
Authors: Mattoso Gonçalves de Oliveira, Silvio
Keywords: UNASUL; América do Sul; relações internacionais; integração regional; política externa brasileira; instituições internacionais
Issue Date: 31-Jan-2010
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Mattoso Gonçalves de Oliveira, Silvio; Ferreira da Costa Lima, Marcos. A UNASUL e o futuro da integração sulamericana : uma visão sobre a posição do Brasil à luz das teorias das relações internacionais. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciência Política, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Abstract: A União das Nações Sul Americanas - UNASUL é um bloco de integração regional que foi criado em 23 de maio de 2008, na cidade de Brasília, a partir da assinatura do seu Tratado Constitutivo, firmado pelo Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e pela Venezuela. A assinatura do Tratado Constitutivo da UNASUL, além de outras metas ambiciosas, pretende dar continuidade ao processo de integração regional, iniciado há algum tempo por Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai, com a assinatura do Tratado de Assunção, o qual instituiu o Mercado Comum do Sul Mercosul. Esse estudo tem como objeto a dinâmica da UNASUL, buscando contribuir para uma compreensão, a partir de uma ótica política e estratégica, do seu significado como mudança de paradigma no relacionamento sulamericano, oportunidade de aceleração do desenvolvimento econômico e social dos países membros e a projeção internacional da região num mundo multipolar. Ademais, será analisado o andamento do processo de integração regional, analisando os objetivos previstos no Tratado Constitutivo da UNASUL e a posição do seu maior sócio o Brasil - em relação ao bloco. A política externa brasileira em relação ao processo de integração também é analisada, suas motivações e principais entraves. A hipótese desenvolvida no trabalho, é que postura brasileira diante da integração movida por interesses antes estratégicos que comerciais e com um perfil de atuação realista buscando consolidar a condição do Brasil de líder regional e de potência média, com capacidade de atuação efetiva em questões internacionais de relevância, o Brasil tem na UNASUL um dos pontos de apoio para sua estratégia, sem que, no entanto, ainda hesite em arcar com determinados custos implicados pela liderança do processo de integração regional
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1989
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Ciência Política

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo722_1.pdf423.33 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.