Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1979
Title: Análise cariotípica em representantes do Gênero Dichotomius (Coleoptera, Scarabaeidae)
Authors: Messias da Silva, Guilherme
Keywords: Citogénetica;Cromossomos;Heterocromatina
Issue Date: 2006
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Messias da Silva, Guilherme; José de Souza Lopes, Maria. Análise cariotípica em representantes do Gênero Dichotomius (Coleoptera, Scarabaeidae). 2006. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006.
Abstract: Dichotomius é um gênero pertencente estritamente ao Novo Mundo e que apresenta aproximadamente 153 espécies descritas. Para o Brasil há registro de ocorrência de mais de 83 espécies. Cromossomos meióticos e mitóticos de Dichotomius sericeus, Dichotomius nisus e Dichotomius semisquamosus, foram estudados através da coloração convencional, bandeamento C e coloração com nitrato de prata (AgNO3). Em D. nisus e D. semisquamosus foi usada hibridização in situ fluorescente (FISH) com sonda de DNAr 28S. As três espécies analisadas apresentaram cariótipo assimétrico com 2n=18, cromossomos metasubmetacêntricos e redução gradual de tamanho, exceto o par 1 que apresentou tamanho grande em relação aos outros cromossomos do complemento. D. nisus e D. semisquamosus apresentaram mecanismo sexual do tipo Xyp, enquanto que em D. sericeus o mecanismo sexual identificado foi Xyr. A análise da heterocromatina constitutiva (HC) pelo bandeamento C revelou a presença de blocos de HC nas regiões pericentroméricas de todos os cromossomos nas três espécies. Com relação ao tamanho dos blocos, D. semisquamosus, apresentou blocos menores quando comparados com os blocos visualizados em D. sericeus e D. nisus. A coloração com nitrato de prata (AgNO3) revelou marcações correspondentes as RONs nos bivalentes sexuais em D. sericeus e D. nisus e em um par autossômico em D. semisquamosus. Adicionalmente, a coloração AgNO3 também marcou as regiões de HC nas três espécies. O método de FISH confirmou a localização dos sítios ribossomais, no bivalente sexual de D. nisus e no bivalente autossômico de D. semisquamosus, coincidindo com as marcações obtidas pela coloração AgNO3
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1979
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Ciências Biológicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo5233_1.pdf1.85 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.