Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/19734
Título: Contribuições da ergonomia para a composição de mobiliário e espaços de trabalho em escritório
Autor(es): COSTA, Ana Paula Lima
Palavras-chave: Ergonomia. Espaço de escritório. Metodologia de projeto. Posto de trabalho.; Ergonomics. Office space. Project methodology. Workplace.
Data do documento: 27-Mai-2016
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Através de pesquisa bibliográfica das formas de ocupação física de espaços de escritório, identificou-se que a determinação do espaço de trabalho é fundamentada na posição hierárquica do trabalhador. Avaliações ergonômicas realizadas em ambientes de escritório por diversos pesquisadores constataram que os ambientes não estão atendendo aos anseios dos usuários. Tendo em vista que a ocupação de um espaço segue um processo de planejamento, mas que a quantificação e organização do espaço seguem padrões organizacionais, nessa tese levantou-se a hipótese de que a forma de distribuição e a quantidade de espaço físico necessária ao espaço de trabalho para a execução das atividades deveriam ser estabelecidas a partir do conhecimento sistemático das atividades e utilização de dados ergonômicos de dimensionamento de espaço. Partindo disso, esse estudo propoes um processo de projeto alicerçado no sistema humano, na qual a ergonomia contribui e fundamenta, prevendo-se o espaço para as formas possíveis de execução atividade, utilizando situações existentes cuja análise permitirá esclarecer as condições da atividade futura. Para testar esta hipótese, uma adaptação do método hipotético dedutivo foi utilizada como instrumento de pesquisa para desenvolver uma metodologia de configuração deste espaço. Como estudo de caso, foram investigados onze postos de trabalho de um escritório de uma empresa pública. A proposta de composição dos espaços de trabalho foi fundamentada em uma investigação das atividades utilizando o método iSEE e na destinação de módulos de padrões dimensionais para cada ação decorrentes das atividades identificadas. A metodologia desenvolvida foi sintetizada em um modelo de configuração do espaço de trabalho, que foi experimentado por profissionais que atuavam em projetos de ambiente.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/19734
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Design

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese ANA.pdf9,95 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons