Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1959
Title: Avaliação por neuroimagem : volumetrica e espectroscopia de prótons por ressonância magnética no Declínio Cognitivo Leve e Doença de Alzheiner. Tomografia computadorizada cerebral nas cefaléias primárias
Authors: Liana Mota de Menezes, Terce
Keywords: Doença de Alzheiner; Neurociências; Neuroimagem
Issue Date: 2005
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Liana Mota de Menezes, Terce; Moraes Valença, Marcelo. Avaliação por neuroimagem : volumetrica e espectroscopia de prótons por ressonância magnética no Declínio Cognitivo Leve e Doença de Alzheiner. Tomografia computadorizada cerebral nas cefaléias primárias. 2005. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2005.
Abstract: A avaliação da estrutura e função do cérebro do idoso, através de novas técnicas de neuroimagem, tem melhorado o conhecimento do substrato biológico do envelhecimento normal bem como de diferentes distúrbios cognitivos. No continuum entre envelhecimento normal e doença de Alzheimer (DA) situam-se pacientes com declínio cognitivo leve (DCL). O diagnóstico precoce e preciso destes pacientes é indispensável e tem sido assunto de muito interesse, com vários estudos mostrando muitas vezes resultados controversos. O objetivo da primeira parte deste trabalho foi estudar uma série de pacientes idosos (> 65 anos) com déficits de memória através de avaliação neuropsicológica e de neuroimagem, por ressonância magnética (volumetria e espectroscopia). No grupo de pacientes com DA leve os escores do mini-exame do estado mental (MEEM) e do teste de evocação de palavras foram significativamente menores (p < 0,05) quando comparados com o grupo com DCL. Observou-se, no grupo com DA leve, redução do volume hipocampal (~20%) em relação ao controle. Houve assimetria no volume hipocampal (direito > esquerdo), nos grupos controle e DCL. Foi observada correlação positiva entre o volume hipocampal e os escores do MEEM e do teste de evocação de palavras (p < 0,05). Os valores das relações metabólicas (NAA/Cr, mI/Cr, Co/Cr e mI/NAA) não foram diferentes nos grupos controle, DCL e DA leve. Como conclusão, na DA leve observou-se redução do volume hipocampal sem qualquer alteração na avaliação metabólica pela espectroscopia. A segunda parte deste trabalho se refere à avaliação de pacientes com os dois tipos mais freqüentes de cefaléias primárias: migrânea e cefaléia do tipo tensional. Um estudo XII retrospectivo foi realizado visando avaliar a freqüência de anormalidades encontradas durante a realização de estudo por tomografia computadorizada (TC), em 78 pacientes com migrânea ou cefaléia do tipo tensional. A TC foi normal em 61,5% dos pacientes examinados. Em um terço dos pacientes estudados foram detectadas anormalidades, como doença inflamatória dos seios paranasais (19,2%), cisticercose (3,9%), aneurisma cerebral não-roto (2,6%), impressão basilar (2,6%), lipoma intracraniano (2,6%), cisto aracnoideo (2,6%), sela vazia (2,6%), neoplasia intracraniana (2,6%) e outras afecções (2,6%). Nenhuma destas lesões era sintomática (achado incidental). Concluímos que o encontro fortuito de algumas anormalidades pela TC é freqüentemente mais elevado do que se prediz em pacientes com cefaléia primária. Nós discutimos brevemente alguns aspectos clínicos, epidemiológicos e da conduta terapêutica cirúrgica sobre algumas das anomalias diagnosticadas pela TC
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1959
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Ciências Biológicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo5141_1.pdf1.61 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.