Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/19316
Título: Avaliação qualitativa da meiofauna com ênfase à nematofauna da Plataforma Continental do Nordeste do Brasil
Autor(es): SOBRAL, Luciana D. Tosta
Palavras-chave: Meiofauna; Nematoda; Continental Shelf; Brazil; Plataforma Continental; Brasil
Data do documento: Fev-2010
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: O objetivo desse estudo foi caracterizar a meiofauna e, especialmente,os nematódeos marinhos na Plataforma Continental do Nordeste do Brasil, os quais foram coletados durante o Programa Revizee. As amostras foram obtidas pelo Navio Oceanografico “Antares” da Marinha do Brasil, em realizadas quatro campanhas: I (em 1995), II(em 1997), III (em 1998) e IV (em 2000). Em laboratório, a meiofauna foi extraída pelo método de decantação (com elutriação manual) e peneiramento úmido. Em cada amostra, foram retirados 100 Nematoda para identificação ao nível genérico, através do uso dechave pictorial. Os padrões de distribuição foram analisados considerando-se três fatores (profundidade, campanhas, tipo do sedimento de fundo). A meiofauna foi composta por 22 grupos taxonômicos: Oligochaeta, Polychaeta, Acari, Amphipoda, Cladocera, Copepoda, Cumacea, Isopoda, Ostracoda, Tanaidacea, Bivalvia, Gastropoda, Polyplacophora, Turbellaria, Insecta, Kinorhyncha, Gastrotricha, Nematoda, Priapulida, Rotifera, Sipuncula e Tardigrada. Os Nematoda dominaram nas amostras, representando 43% do total de indivíduos coletados, seguidos dos Copepoda (35%) e Polychaeta (12%). Um total de 7865 nematódeos foram identificados e distribuídos em oito ordens (Enoplida, Triplonchida, Chromadorida, Desmodorida, Desmoscolecida, Monhysterida, Araeolaimida and Plectida), 37 famílias e 170 gêneros. As famílias Desmodoridae, Chromadoridae e Xyalidae mostraram os maiores números de gêneros. Considerando as diferentes campanhas, 28 gêneros representaram mais de 70% do total dos Nematoda estudados. A profundidade foi o único fator que mostrou significância na estrutura da comunidade. Entretanto, informações da literatura indicam que essa variável poderia estar, indiretamente, refletindo outras variáveis, como a disponibilidade de alimento.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/19316
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Biologia Animal

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010-Dissertação-LucianaSobral.pdf1,08 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons