Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1911
Title: Sulfatase de fígado do molusco Aplysia cervina solúvel e imobilizada em suportes sólidos
Authors: MATTA, Luciana Duarte Martins da
Keywords: Sulfatase;Aplysia cervina;Enzima imobilizada;Dacron;Polisiloxano;Álcool polivinílico
Issue Date: 2004
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Duarte Martins da Matta, Luciana; Bezerra de Carvalho Junior, Luiz. Sulfatase de fígado do molusco Aplysia cervina solúvel e imobilizada em suportes sólidos. 2004. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Abstract: Uma sulfatase (EC 3.1.6.1.), heparina específica, foi identificada no fígado do molusco Aplysia cervina, largamente encontrado na costa nordestina do Brasil. Esta enzima foi purificada por precipitações sucessivas com sulfato de amônio e acetona e por cromatografia de afinidade em Heparina-Sepharose CL-6B. Algumas das propriedades físico-químicas e cinéticas desta preparação purificada 89,7 vezes (rendimento de 5,37%) foram investigadas usando o p-nitrofenil sulfato (pNFS) como substrato. Seus valores ótimos de pH e temperatura foram 5,0 e 45oC, respectivamente. Ela reteve mais de 90% de sua atividade quando incubada por 15 minutos a 45ºC enquanto que perdeu 60% a 55ºC. Seu Km foi igual a 3,71 ± 0,41 mM. Sua atividade foi estimulada por MgCl2, CaCl2 e FeCl2 e inibida por Na2S2O3, Na2SO4, KCl, C6H5Na3O7 (citrato de sódio), HgCl2, Na2HPO4 e NaH2PO4. Heparina de baixa massa molecular competiu com o pNFS pelo centro ativo da enzima mais do que a de massa molecular elevada. Esta enzima foi covalentemente imobilizada ao Dacron e a uma rede semi-interpenetrada de polisiloxano e álcool polivinílico (POS/PVA), ambos magnetizados, resultando em derivados com atividade específica e retenção de 3,17 unidades/mg proteína, 1,85 unidades/mg proteína, 36,5% e 21,23%, respectivamente. Estas preparações foram removidas facilmente da mistura de reação por um campo magnético e foram reutilizadas diversas vezes sem perda de suas atividades. Elas foram mais termoresistentes do que a enzima solúvel e apresentaram o mesmo pH ótimo, temperatura ótima e Km aparente. O derivado sintetizado com o Dacron ferromagnético apresentou uma vida útil mais elevada do que aquele em POS/PVA. O MgCl2, CaCl2 e EDTA ativaram ambos os derivados de sulfatase insolúveis em água enquanto que Na2HPO4 e NaH2PO4 e a heparina inibiram. A ação pelos outros íons variou de acordo com o suporte
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1911
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Ciências Biológicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo5100_1.pdf1.38 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.