Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/19108
Título: A percepção sobre câncer de pele entre estudantes da EJA na perspectiva da alfabetização científica
Autor(es): SILVA, Thais Soares da
Palavras-chave: Biologia – estudo e ensino; Alfabetização Científica; Educação de jovens e adultos; Câncer de pele
Data do documento: 13-Jun-2017
Citação: SILVA, T. S.
Resumo: Este trabalho teve como intuito investigar a temática câncer de pele e a sua relação com o ensino de biologia dentro da temática divisão celular e como a mesma pode contribuir para o processo de ensino-aprendizagem de alunos da EJA da escola estadual do município de Pombos, uma vez que, a maioria dos estudantes da EJA é composto por agricultores que se expõe diariamente ao sol. Desse modo o risco de desenvolver câncer é muito maior em pessoas que tomaram muito sol ao longo da vida sem proteção adequada. Isso se dá pelo fato de que a exposição solar desprotegida agride a pele, causando alterações celulares que podem levar ao câncer. Por isso, a partir do momento em que sensibilizamos os alunos em relação às causas do câncer e a sua prevenção, podemos desenvolver mudanças de hábitos. Em vista disso, podemos considerar a Alfabetização Científica, como sendo uma possibilidade a mais para se buscar uma forma educacional diferenciada, que auxilia no processo educacional e na formação dos cidadões, fazendo com que os mesmos compreendam diferentes e distintos fenômenos naturais e a sua relação com o cotidiano. Portanto, a seguinte pesquisa se propôs a investigar como essa temática pode ser trabalhada se fosse estruturada dentro da perspectiva da Alfabetização Científica. Elaboramos e aplicamos uma sequência didática na perspectiva de contextualizar a realidade dos estudantes, dando-os maior envolvimento e participação no processo de construção do conhecimento científico então explorado. Por objetivo, buscamos avaliar o quanto a aplicação de uma sequência didática na temática do câncer de pele colabora para o melhor entendimento e possível mudança de hábito dentre estudantes da Educação Básica pública de uma turma de EJA, predominantemente constituída de agricultores. Os resultados da pesquisa indicaram que os alunos possuem um conhecimento acerca do tema, mas não tão consolidado. Os alunos sabem da necessidade de se fazer uso de protetor solar e/ou de vestuário adequado para diminuir a incidência de radiação sobre o seu corpo, mas não o faz corriqueiramente. Foi possível perceber que muitos desses alunos por diversos fatores – econômicos, culturais, ... – permanentemente se expõem intensivamente ao sol sem avaliar o quanto isso é perigoso e prejudicial, pois desconhecem a gravidade das consequências que a radiação ultravioleta pode trazer para a sua saúde, podendo promover, assim, o surgimento do câncer de pele. O câncer de pele é uma doença que vem acometendo os cidadãos e a falta de conhecimento é uma das principais causas para o surgimento desta doença. Portanto, cada vez mais se faz necessário informar a população sobre esse determinado tema, uma vez que uma via importante para modificar hábitos de vida é a educação. Dessa forma, a partir do momento em que o aluno compreender verdadeiramente os conceitos científicos, dando-os sentido e possibilidade de mudar suas vidas, o mesmo poderá se apodera e modificar a sua prática.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/19108
Aparece na(s) coleção(ções):(CAV-LCB) - Licenciatura em Ciências Biológicas

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SILVA, Thais Soares da.pdf733,03 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons