Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1898
Título: De que forma o regionalismo modifica a geopolítica regional de potências emergentes como o Brasil e a Índia? : Instituições, polaridade e preponderância
Autor(es): Wagner Menezes Teixeira Júnior, Augusto
Palavras-chave: Regionalismo; Polarização e Polaridade Regional; Mercosul; SAARC; Brasil; Índia
Data do documento: 31-Jan-2010
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Wagner Menezes Teixeira Júnior, Augusto; Ferreira da Costa Lima, Marcos. De que forma o regionalismo modifica a geopolítica regional de potências emergentes como o Brasil e a Índia? : Instituições, polaridade e preponderância. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciência Política, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Resumo: A dissertação versa sobre o papel do regionalismo na política mundial como um mecanismo capaz de influenciar a polarização e a polaridade regional. O estudo foi realizado a partir da comparação dos processos de integração e cooperação regional de Brasil e Índia. Após a apresentação e enquadramento do estudo no marco geral da literatura da área, discutimos como o Mercosul (Mercado Comum do Sul) e a SAARC (South Asian Association for Regional Cooperation) influíram na mudança da polarização regional na América do Sul e na Ásia meridional, de forma favorável a relações inter-estatais cooperativas, porém em níveis diferentes. Foram estudadas a mudança ao longo do tempo das dinâmicas de segurança regionais e a evolução institucional dos blocos. Finalmente, analisamos o caráter estratégico do regionalismo para os países em apreço e como este assenta na preponderância regional como condição essencial para determinados objetivos de política externa. Colocamos em evidência as principais dinâmicas políticas que comprovam essa afirmação e por fim, discutimos dados sobre a preponderância de Brasil e Índia a partir da comparação de dados em três etapas: variáveis desagregadas, análise através de dados do projeto Correlates of War e aplicação do Modelo 2 de Chang. Concluímos que além dos dados confirmarem a hipótese de que o regionalismo influencia na polarização e na distribuição de poder regional, o estado atual da superioridade de capacidade e poder material de Brasil e Índia diante dos demais países de suas respectivas regiões foi maximizado
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1898
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciência Política

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo655_1.pdf2,02 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.