Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18952
Título: Representações sociais de família por diferentes gerações e sua relação com a memória social
Autor(es): RIBEIRO, Fernanda Siqueira
Palavras-chave: Representações sociais; Família; Geração; Memória social; Social representations; Family; Generation; Social memory
Data do documento: 27-Abr-2016
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Esta pesquisa teve como objetivo investigar as representações sociais (RS) de família por diferentes gerações e posições específicas – filhos, pais e avós. Buscamos também identificar as inter-relações dessas RS de família com elementos da memória social nos processos de transmissão entre as gerações. Para isso, realizamos dois estudos: o primeiro, com o objetivo geral de identificar o conteúdo das RS de família por três gerações, no qual foram aprofundadas 15 entrevistas (filhos, pais e avós de ambos os sexos) com roteiro semiestruturado; e o segundo, que investigou os processos de construção das RS de família e o papel da memória social nessa construção em diferentes gerações, através de três oficinas sociodramáticas com quatro participantes cada: filhos (9 a 11 anos); pais (37 a 41 anos) e avós (59 a 68 anos), de ambos os sexos. A análise dos resultados mostrou, nos dois estudos, uma representação de família valorizada positivamente, com pontos comuns, como a concepção do seu surgimento através dos ritos sociais (namoro, casamento, nascimento), sua configuração (pais, filhos, avós e parentes extensos), sua formação por vínculos consanguíneos e, acima de tudo, afetivos, o que inclui adoção, amigos e relações das famílias reconstruídas. Tem função de amar, cuidar, proteger, estar junto. É responsável, transmite valores e educa, variando de acordo com posicionamento ocupado. No segundo estudo, especificamente, as concepções, práticas e modelos familiares foram observados nos seus processos de transição e transmissão geracional, identificando-se aspectos da memória social, como a memória comum/geracional, pessoal, que estão presentes na construção das RS, atreladas ao pensamento social e a formação das identidades. Pudemos concluir que as RS de família são formadas por tradições, valores, crenças, ideias e afetos compartilhados e perpassados entre as gerações em meio a tensões, resistências e mudanças.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18952
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Psicologia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
5 TESE FINAL_pos defesa (4).pdf2,02 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons