Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18825
Título: Uso de índices ambientais como ferramentas de avaliação do estado trófico (qualitativo e quantitativo) de estuários no estado de Pernambuco
Autor(es): NASCIMENTO FILHO, Gilson Alves do
Palavras-chave: Poluição; Nutrientes; Clorofila – a; Oxigênio dissolvido; Ocupação urbana; Região costeira; Pollution; Nutrients; Chlorophyll - a; Dissolved oxygen; Urban Occupation; Coastal Region
Data do documento: 2014
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: O aumento das atividades antrópicas que acontece nas regiões costeiras vem intensificando os processos de eutrofização, em conseqüência dos resíduos lançados. Isto demanda o uso de ferramentas para avaliar o estado trófico de águas estuarino- costeiras, entre estas, o uso de índices de estado trófico vem ganhando importância na avaliação do grau de influência antrópica eutrofizando e impactando os ambientes estuarinos e costeiros. O uso de ferramentas para avaliação do estado de eutrofização são muito importantes na avaliação do grau de influência antrópica. No presente trabalho foram utilizadas ferramentas (modelo ASSETS e índice TRIX) para avaliar o estado de eutrofização dos estuários dos rios: Massangana, Capibaribe, Jaboatão e Carrapicho, além de implementar o índice TRIX, o adaptando às regiões tropicais submetidas a impactos causados, principalmente pela descarga de nutrientes (TRIXM). Foi visto que os estados de eutrofização destes estuários variaram bastante. Utilizando o ASSETS qualificando os estuários dos rios Massangana e Capibaribe com os estados de eutrofização moderado e ruim, respectivamente. O nível de eutrofização analisado de acordo com o TRIX e o modificado para regiões tropicais demonstrou graus diferentes entre os estuários, onde no estuário do rio Massangana os valores do TRIX mostraram uma tendência de aumento à medida que se penetra no estuário indo de 2,26 na preamar, demonstrando um nível de estado trófico médio e uma boa qualidade da água, a 6,43 na baixa-mar, mostrando uma eutrofização muito alta e uma baixa qualidade da água. No estuário do rio Capibaribe 93% das análises utilizando o TRIX e 100% utilizando o TRIXM demonstraram um estado da qualidade da água baixo e elevado nível de eutrofização. O estuário do rio Jaboatão se apresentou de maneira similar ao Capibaribe, com níveis de eutrofização um pouco mais baixos de acordo com o TRIX e o TRIXM. Enquanto o estuário do rio Carrapicho apresentou menores níveis de eutrofização analisados pelo TRIX e TRIXM. Além da avaliação dos níveis de eutrofização foi realizada uma associação entre esses níveis e as frações do nitrogênio inorgânico dissolvido- NID-(Nitrito [NO2], Nitrato [NO3] e nitrogênio amoniacal [NH3+NH4]) nos ambientes estuarinos do Carrapicho, Capibaribe e Jaboatão e apesar da carga do NID ser diferente entre os estuários foi constatado que quanto maior a contribuição do NH3+NH4, maior o nível de eutrofização do ambiente. Sendo visível e comprovado que os aportes continentais estão acelerando os processos de eutrofização nestes ambientes. Estas informações servirão de subsídios para programas que melhorem as condições ambientais destes estuários.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18825
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Oceanografia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE Gilson Alves do Nascimento Filho CD.pdf4,06 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons