Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18749
Título: Uma morte selvagem, mãe de todos! Narrativas sobre a morte por idosos e idosas rurais
Autor(es): GOMES, Giliane Cordeiro
Palavras-chave: Morte.Práticas Fúnebres. Idoso(as).Rural.;Death. Funeral Practices. Elderlies.Rural.
Data do documento: 29-Fev-2016
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Este estudo tem como objetivo compreender as narrativas que os(as) idosos(as) residentes na área rural do município de Arcoverde, estado de Pernambuco, constroem sobre a morte. Através de leituras a respeito da forma que o contexto sócio histórico e cultural afeta o modo de significar a morte, como também, conhecendo a maneira como as narrativas reproduzem e visibilizam a experiência com a morte. Para tal, fundamenta-se em uma abordagem teórica e metodológica de Pesquisa Narrativa, tendo em vista o caráter social da produção de narrativas como algo onipresente e central na vida em sociedade. O argumento central é de que as narrativas sobre a morte revelam modos singulares de compreender e lidar com a morte, expressando modos de enfrentamento da vida. Esta pesquisa alinha-se às investigações em Psicologia Social com ênfase no debate sobre a produção da morte em áreas rurais. A trajetória seguida para a realização da pesquisa foi entrevista narrativa com análise temática e dialógica. De modo geral compreendo que as narrativas expressam modos particulares de atribuir sentido ao evento de morte, de forma que é possível observar a associação que os idosos(as) produzem da morte como viagem, destino, colheita, desaparecimento e ida para a vida eterna. As narrativas também deflagram a manutenção, baseada em uma ética camponesa, de práticas fúnebres voltadas para a solidariedade. A fala dos(das) idosos(as) fazem conhecer modos de envelhecer em que eles(as) permanecem ativos e envolvidos(as) socialmente em suas localidades. Por fim, as narrativas também contribuem para conhecimento de precários contextos de vida em áreas rurais, revelando a dificuldade vivida pelas pessoas desta região no acesso à saúde, assistência social e previdência.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18749
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Psicologia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO Giliane Cordeiro Gomes.pdf1,94 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons