Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18733
Título: Desenvolvimento de um jogo virtual destinado a aparelhos com sistema operacional ANDROID para conscientização e fortalecimento da musculatura do assoalho pélvico
Autor(es): MORETTI, Eduarda Correia
Palavras-chave: Diafragma da Pelve;Eletromiografia;Aplicativos Móveis;Pelvic Floor;Electromyography;Mobile Applications
Data do documento: 29-Jun-2016
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Contextualização: a realidade virtual é uma possibilidade de modalidade terapêutica utilizada nos distúrbios do assoalho pélvico. Objetivo: determinar o local anatômico do assoalho pélvico com melhor nível de atividade eletromiográfica a fim de servir como referência para o local do sensor de um jogo. Pretende-se, também desenvolver um jogo virtual para conscientização e fortalecimento da musculatura do assoalho pélvico a ser inserido em um aplicativo móvel Android, testar sua usabilidade e avaliar a satisfação. Métodos: 30 mulheres participaram da pesquisa do local anatômico do assoalho pélvico com maior nível de atividade eletromiográfica, dado por média e pico de RMS normalizados. Para eletromiografia, utilizou-se um eletromiógrafo da Miotec® (Miotool 400) e o software Miotec Suite. Cada participante compareceu a três dias de coleta, onde eram solicitadas três contrações voluntárias máximas da musculatura perineal. O sinal eletromiográfico era captado através de uma sonda intravaginal e de dois pares de eletrodos de superfície, sendo um posicionado imediatamente abaixo dos grandes lábios e outro nas horas três e nove do relógio perianal. Para elaboração do jogo, foram considerados protocolos de exercícios perineais com evidência na literatura. Posteriormente, o jogo foi inserido em um aplicativo móvel. A satisfação do sistema foi avaliada através de uma escala visual analógica, e o nível de usabilidade do aplicativo, através do MATCH (Checklist para Avaliação da Usabilidade de Aplicativos para Celular Touchscreen). O teste de Kruskal-Wallis e o post hoc de Mann-Whitney foram utilizados para comparação entre as médias e identificação das diferenças das variáveis eletromiográficas. Foi adotado um nível de significância de α ≤ 0,05 e utilizado o SPSS versão 20. Para os dados de usabilidade, as distribuições de frequência das variáveis categóricas foram obtidas através do SPSS. Medidas de tendência central e de dispersão das variáveis numéricas também foram calculadas. Resultados: os eletrodos perianais apresentaram uma média de RMS normalizada de 37,81(13,78 DP) e um pico de RMS normalizado de 47,14(16,9 DP), enquanto os eletrodos posicionados imediatamente abaixo dos grandes lábios apresentaram uma média de 20,32(10,15 DP) e pico de 25,86(12,38 DP). Os valores para média e pico de RMS captados pela sonda intravaginal foram de 33,47(20,82 DP) e 43,81(27,81 DP), respectivamente. Não foi encontrada diferença entre os valores de média e pico de RMS da sonda e dos eletrodos perianais (p=0,225; p=0,315), entretanto ambos foram maiores que os captados pelos eletrodos localizados imediatamente abaixo dos grandes lábios (média e pico em relação à sonda: p = 0,016; p=0,02. Em relação aos eletrodos perianais: p<0,001). O aplicativo de jogo desenvolvido foi denominado MyoPelvic e possui um modo de jogo para fibras musculares rápidas e outro para fibras musculares lentas. Ambos os modos envolvem o controle de uma ciclista em um percurso de subidas e decidas por montanhas através de contrações perineais. A satisfação em relação ao sistema apresentou uma mediana de 9 e a média do nível de usabilidade do aplicativo foi 62,42(5,03 DP). Conclusão: a sonda intravaginal e eletrodos de superfície posicionados nas horas três e nove do relógio perianal são equivalentes para avaliação da função do assoalho pélvico. A escolha do tipo de eletrodo deve respeitar os valores e preferências dos pacientes. O MyoPelvic apresentou alto grau de satisfação e nível de usabilidade muito alto.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18733
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Fisioterapia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao-FINAL-Eduarda-Moretti.pdf3,23 MBAdobe PDFVer/Abrir    Item embargado


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons