Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18614
Título: Gestão administrativa inovadora na UFPE: um estudo das percepções e práticas dos gestores TAE’s da UFPE à luz da Teoria da cognição organizacional
Autor(es): SOUZA, André Melo de
Palavras-chave: Inovação em gestão pública;Práticas inovadoras de gestão pública universitária;Teoria da cognição organizacional;Innovation in public management;Innovative practices university public management;Theory of organizational cognition
Data do documento: 28-Set-2016
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: O estudo teve por objetivo compreender, por meio das experiências dos coordenadores TAE´s da UFPE, como a gestão administrativa da UFPE pode ser considerada inovadora. Os objetivos específicos foram: verificar o grau de importância e o grau de utilização de práticas inovadoras de gestão na UFPE; identificar as principais práticas de gestão consideradas inovadoras e as respectivas barreiras à implementação destas na UFPE; e compreender o conceito de uma “gestão administrativa inovadora” implícito nas ideias, valores e crenças compartilhados pelos gestores. O referencial teórico fundamentou a compreensão da temática inovação em práticas de gestão (PAIVA; ROCHA-PINTO, 2015; BRANDÃO; BRUNOFARIA, 2013; COSTA et al, 2013); e da Teoria da cognição organizacional e o construto Teoria implícita (BASTOS, 2002; JANISSEK-DE-SOUZA, 2007). Trata-se de um estudo de caso, as técnicas de análise foram quantitativa e qualitativa, a amostra composta por 53 coordenadores e um questionário semi-aberto foi utilizado. Como resultados, a gestão administrativa da UFPE parece estar distante de um contexto considerado inovador; Por outro lado, o Plano de capacitação e qualificação dos servidores e a interiorização da UFPE foram as principais práticas de gestão consideradas inovadoras. As principais barreiras à implementação de práticas inovadoras foram: resistência às mudanças, recursos financeiros insuficientes e burocracia excessiva; o conceito de gestão administrativa inovadora da UFPE caracterizou-se pela existência de processos participativos, de incentivo à capacitação, de canais de comunicação eficazes e tecnologias integradas, de transparência pública. Para estudos futuros, sugere-se ampliar as observações com os demais servidores da UFPE, como também, o desenvolvimento de propostas de avaliação de desempenho no contexto das universidades federais.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18614
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Administração

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Andre_M_de_ Souza_MPA_CCSA_2016_DISSERTAÇÃO.pdf1,34 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons