Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18606
Title: Os determinantes para a adesão ao Programa Caminho da Escola no Estado de Mato Grosso
Authors: MAEDA, Alyne Hitomi
Keywords: Ciência Política;Políticas Públicas;Programa Caminho da Escola;Autonomia subnacional;Difusão de política;Political Science;Public policy;Way to School Program;Autonomy sub;policy diffusion
Issue Date: 30-Sep-2016
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: O principal objetivo deste trabalho é identificar quais fatores explicam a adesão dos municípios mato-grossenses ao Programa Caminho da Escola, no período de 2008 a 2010. Neste trabalho, propomos explorar a difusão das políticas sociais no Brasil, um país recentemente redemocratizado e também uma federação altamente descentralizada. O trabalho também inova ao analisar o papel dos fatores internos e externos na difusão política usando uma análise de unidade não convencional, ou seja, os governos locais. É interessante notar que a Constituição Brasileira de 1988 reconhece os municípios como jurisdições autônomas, dando-lhes consideráveis atribuições no que tange às políticas públicas. No sentido de avançar na explicação dos determinantes tanto internos e externos da difusão política no Brasil, empregamos uma análise de cross section nos três anos em questão, utilizando os dados sobre umas das políticas sociais do país, o Programa Caminho da Escola. A partir desse referencial teórico a pesquisa buscou responder as seguintes hipóteses: (1) quando o prefeito e o presidente são do mesmo partido, maior a possibilidade de adesão ao programa; (2) quanto maior o numero de alunos matriculados na zona rural maior a possibilidade de adesão; (3) prefeito de segundo mandato tende a não aderir ao programa; e (4) quanto maior o PIB per capita, maior a possibilidade de adesão. Metodologicamente a pesquisa baseou-se em análises estatísticas, principalmente a análise de regressão logística múltipla, ou seja, foi testada a relação da variável dependente “aderiu” com as variáveis independentes “partido presidente”, “renovação política”, “log matricula rural” e “PIB per capita deflacionado”. Os resultados obtidos sugerem que há uma explicação para a difusão da política, sendo que o numero de matriculas efetivadas na zona rural e o PIB per capita apresentaram resultados significantes. As demais variáveis apresentaram significância abaixo do nível aceitável, ou seja, seriam necessários estudos mais aprofundados para afirmar tal influência na difusão do programa.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18606
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Políticas Públicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Alyne.pdf531.69 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons