Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18532
Título: Comportamento vocal em Trichechus manatus manatus
Autor(es): UMEED, Rebecca
Palavras-chave: Ameaçado. Estrutura de vocalizações. Comunicação. Poluição. Conservação.; Endangered. Vocalization structure. Communication. Noise pollution. Conservation.
Data do documento: 29-Jul-2016
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: O peixe-boi marinho, Trichechus manatus manatus, é uma das subespécies mais ameaçadas no nordeste do Brasil, e foi classificado como em perigo de extinção no país. O conhecimento da comunicação de peixes-boi marinhos ainda está na etapa de infância, porém estudos tem demonstrado o uso de vocalizações como um método de reconhecimento individual e comunicação em outras espécies de peixes-boi. Os estudos incluídos nesta dissertação foram realizados no Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Aquáticos (CMA), localizado na Ilha de Itamaracá, no nordeste do Brasil. Seis tipos de vocalizações foram identificados: duas destas vocalizações, squeaks e screeches foram comuns às fêmeas, machos e juvenis. A estrutura de squeaks foi diferente entre animais de sexos e faixa etárias diferentes e a estrutura de screeches foi diferente apenas entre animais de faixa etária diferente. Experimentos de playback demonstraram um aumento nas vocalizações dos peixes-boi após reprodução de estímulos vocais quando comparado ao estímulo controle. Isso sugere que os peixes-boi marinhos utilizam vocalizações como um método de comunicação. Estes resultados introduzem a possibilidade de utilizar as vocalizações de peixes-boi marinho na identificação e no monitoramento não-invasivo desses animais na natureza, onde a identificação de idade ou sexo é difícil por causa da turbidez da água e a timidez da espécie. O padrão de comportamento, também, foi descrito para os peixes-boi marinhos em cativeiro: sete categorias comportamentais foram identificadas. Diferenças sexuais e etárias foram identificadas no uso dessas categorias. Experimentos de playback foram realizados utilizando estímulos de jangada motorizada, catamarã, lancha e controle de silêncio, para identificar preliminarmente os efeitos que o ruído de barcos tem no comportamento e na vocalização de peixes-boi juvenis. Respostas comportamentais e vocais ocorreram aos estímulos de barcos, tendo a jangada motorizada provocado uma reposta mais intensa nos peixes-boi juvenis. Os resultados deste estudo sugerem a limitação no uso de jangadas motorizadas em áreas de ocorrência de peixes-boi.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18532
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Biologia Animal

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Rebecca.pdf2,74 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons