Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18525
Title: Modulação dietética utilizando lipídios e resveratrol na senescência e formação do pufe Hsp22em Drosophila melanogaster
Authors: LEONI, Nicole de Melo
Keywords: Envelhecimento; Restrição dietética; Lipídios; Resveratrol; Hsp22
Issue Date: 2012
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: Os efeitos do resveratrol e da utilização de lipídios em ensaio de restrição dietética (RD) sobre a senescência demográfica, a resposta neuromotora e a expressão do gene Hsp22foram analisados em cinco linhagens de Drosophila melanogaster.Ao contrário do previsto para RD utilizando proporção entre proteínas e carboidratos como variável, a utilização de lipídioalterou tanto a taxa de mortalidade inicial como a taxa de envelhecimento, alem de surtir efeitos deletérios na fecundidade de fêmeas e no desempenho de machos no teste de geotaxia negativa.Fêmeas e machos atingiram maior longevidade em meio sem adição e com adição moderada de lipídios respectivamente. O resveratrol teveefeitos variados na longevidade, mas foi capaz de retardar a deterioração neuromotora em todas as linhagens, excetona mutante Sir2-. Houveocorrência de pufes Hsp22 maiores em larvas criadas em meio hipercalórico controle e hipocalórico tratado com resveratrol. Esses resultados indicam que:(1) nem o conteúdo energético, nem a proporção entre carboidratos e proteínas podem explicar totalmente a longevidade em D. melanogaster; (2)os efeitos dos lipídios dietéticos foram dependentes do sexo, aparentando ser levemente tóxicos com efeito hormético em machos; (3) os mecanismos que influenciam longevidade e senescência funcional são, pelo menos parcialmente,distintos; (4) o resveratrol é capaz de retardaro declínio funcional locomotor e apresenta efeitos na longevidade dependentes do genótipo, sexo, diluição do meioe quantidade administrada, aparentando estar envolvido com Sir2; (5)ausência do alelo funcional Sir2 pode regular positivamente Hsp22, o que explica maior longevidade dos mutantes Sir2-apesar da inatividade desta sirtuína; (6)aumento do nível de Sir2 induzido por RD pode inibir a expressão de Hsp22, corroborando a hipótese do envolvimento daacetilação de histona na regulação dessa proteína; (7) resveratrol, entretanto, pode reverter esse processo por alterar a afinidade química de Sir2 pelo lócus de Hsp22.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18525
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Genética

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012-Dissertação-NicoleLeoni.pdf2.55 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons