Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18503
Título: Reação em cadeia da polimerase em tempo real quantitativa (QPCR) para diagnóstico da tuberculos pulmonar em escarro de pacientes com HIV/aids
Autor(es): ALBUQUERQUE, Yvana Maria Maia de
Palavras-chave: Tuberculose pulmonar; HIV/aids; PCR em tempo real; RX tórax; Diagnóstico; Pulmonary tuberculosis; Real time PCR
Data do documento: 25-Mai-2012
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: O diagnóstico da tuberculose apresenta dificuldades em pacientes soropositivos para o vírus da imunodeficiência humana (HIV). Os doentes coinfectados HIV/M.tuberculosis(MTB)nos estágios mais avançados de imunocomprometimento apresentam manifestações clínicas atípicas e o exame direto, rotineiramente utilizado, tem baixa sensibilidade. A cultura apesar de ter maior sensibilidade fornece resultados tardios. Evidencia-se nesta população a necessidade de testes diagnósticos mais eficientes. A tese será apresentada no formato de dois artigos científicos. No primeiro, estudou-se a utilidade da Reação em Cadeia da Polimerase em tempo real quantitativa (qPCR) para diagnóstico da tuberculose pulmonar em escarro de pacientes com HIV/aids. No segundo, descreveu-se as alterações radiográficas do tórax de pacientes com tuberculose pulmonar confirmado por cultura de escarro. Foram incluídos no estudo 140 pacientes com HIV/aids e suspeita clínica de tuberculose pulmonar, atendidos no período de agostode 2009 a janeiro de 2012, em dois hospitais de referência para atendimento de pacientes infectados pelo HIV em Recife-PE. Coletou-se uma amostra de escarro de cada paciente, e caso não houvesse escarro suficiente, realizou-se nebulização com solução salina para indução do escarro. O padrão ouro do estudo foi à cultura realizada em meios Löwenstein-Jensen e 7H9. A cultura e a qPCR para tuberculose foram realizadas em laboratório privado situado no Recife. Dos 140 pacientes em 47 (33,6%), diagnosticou-se tuberculose pulmonar pelo padrão ouro. A sensibilidade, especificidade e acurácia da qPCR foram respectivamente 87,2%, 98,9% e 95%. Foram realizados exames radiográficos do tórax em 42 pacientes coinfectados com cultura de escarro positiva, que foram avaliados por dois radiologistas experientes. A alteração radiológica isolada mais frequente observada foi a consolidação parenquimatosa, que acometeu seis (14,3%) dos pacientes, seguida pelo infiltrado intersticial e micronodular difuso, além da associação infiltrado e consolidação. Concluiu-se que a qPCR realizada no escarro de pacientes coinfectados HIV/MTB apresentou boa sensibilidade, especificidade e acurácia, sendo útil no diagnóstico de tuberculose pulmonar nesses pacientes. Com relação aos achados radiográficos de tórax, estes demonstraram ser de pouco auxílio no diagnóstico da tuberculose pulmonar nos coinfectados, exceto quando o padrão cavidade e infiltrado micronodular difuso estão presentes.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18503
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Medicina Tropical

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012-tese-YvanaMariaMaiaAlbuquerque.pdf1,52 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons