Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18437
Title: Qualidade de vida no trabalho e comprometimento organizacional no serviço público: Um estudo com os servidores técnico-administrativos do centro acadêmico do agreste da UFPE
Authors: GÓES, Miguel Borba De Barros
Keywords: Serviço público. Qualidade de vida no trabalho. Comprometimento organizacional. Servidor técnico-administrativo. Satisfação.; Public service. Quality of working life. Organizational commitment. Technical and administrative server. Satisfaction.
Issue Date: 7-Jul-2016
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: Um dos maiores desafios para o serviço público na atualidade é alinhar a inovação necessária ao crescimento e a manutenção das instituições, de forma legal e impessoal, às necessidades de uma sociedade cada vez mais exigente. Nesse âmbito, é indispensável considerar a figura do servidor público como ferramenta fundamental na construção de um corpo social participativo, democrático e centrado no bem comum. Dada a importância do agente público nesse processo construtivo, o propósito deste estudo foi caracterizar a qualidade de vida no trabalho (QVT) e o comprometimento organizacional, bem como sua associação na vivência dos servidores técnico-administrativos do Centro Acadêmico do Agreste da Universidade Federal de Pernambuco. Para isso, o modelo proposto por Walton (1973) foi escolhido com a finalidade de direcionar a caracterização da QVT e o modelo elaborado por Meyer e Allen (1991), para caracterizar o comprometimento organizacional. A abordagem metodológica utilizada baseou-se em um estudo de caso, de natureza quantitativa, em que 80 servidores expressaram a sua satisfação em um questionário composto por 42 variáveis. Utilizando-se da estatística descritiva, esta pesquisa apontou elevados índices de satisfação relacionados às variáveis de QVT que integram o fator constitucionalismo na organização, refletindo o respeito e o atendimento por parte da instituição às regras e aos direitos dos trabalhadores. Já no fator relevância social do trabalho na vida, destacaram-se positivamente o orgulho e a identificação do servidor com a instituição, além da imagem organizacional perante a sociedade. Sobressaem-se ainda, nos demais fatores, as variáveis que abordam a importância da função desenvolvida pelo servidor na instituição, o bom relacionamento entre os pares e a estabilidade no emprego. No que se refere à caracterização do comprometimento organizacional dos pesquisados, foi enfatizado no componente afetivo o vínculo, a integração e o significado da organização para o servidor e, no componente instrumental, a possível desestruturação da sua vida, caso deixasse a organização. De acordo com os resultados obtidos através da análise fatorial, verificou-se como resposta para o terceiro objetivo desta pesquisa a possível associação dos indicadores de QVT, que respondem pelo orgulho e a identificação do servidor com a instituição, aos indicadores do comprometimento afetivo que tratam da vinculação emocional, significado pessoal do trabalho na vida do servidor e dedicação da sua carreira à instituição.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18437
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Qualidade de vida no trabalho e comprometimento organizacional no serviço público.pdf1.94 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons