Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18405
Título: Alocação de recursos e razão raiz: parte aérea em duas espécies arbóreas de uma Floresta Tropical Sazonal Seca
Autor(es): LUSTOSA, Bruno Melo
Palavras-chave: Aspidosperma pyrifolium. Spondias tuberosa. Nutrientes. Área foliar. Substrato de peixe.; Aspidosperma pyrifolium. Spondias tuberosa. Nutrients. Leaf Area. Fish Waste.
Data do documento: 27-Jul-2015
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Os solos da caatinga, geralmente são pouco desenvolvidos, pedregosos, rasos e com baixa capacidade de retenção de água, e baixa fertilidade. O crescimento das plantas é diretamente afetado pela fertilidade dos solos e pode ser aumentado com a incorporação de resíduos orgânicos aos solos. A incorporação do resíduo orgânico de tanque de peixes foi testada em plantas jovens de Aspidosperma pyrifolium Mart (A) e Spondias tuberosa Arr. Plantas com apenas um par de folhas verdadeiras foram transplantadas para rizotrons, contendo seis proporções do resíduo (0, 10, 20, 30, 40 e 50%) misturado com solo de caatinga. Medidas biométricas foram realizadas semanalmente, e ao final do experimento foram mensurados biomassa das folhas, caules e raízes bem como a concentração de nutrientes nas folhas e raízes. As plantas de Aspidosperma pyrifolium tiveram o maior nas taxas de crescimento da parte aérea e da parte subterrânea e a menor razão raiz: parte aérea no tratamento com 10% de resíduo orgânico. Em Spondias tuberosa só houve aumento nas taxas de crescimento com resíduo 20 e 30% e houve uma diminuição linear na razão raiz: parte aérea em todos os tratamentos com exceção do 10%. Pode-se inferir que as plantas dos tratamentos de 10% para A. pyrifolium, e 20 e 30% para S. tuberosa apresentaram um maior investimento na parte aérea e melhor desenvolvimento em relação aos parâmetros biométricos, biomassa, área foliar e nutrientes. A incorporação de resíduos orgânicos pode auxiliar nas taxas de sobrevivência de mudas usadas para recuperação de áreas degradadas de Caatinga.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18405
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Biologia Vegetal

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação BRUNO MELO LUSTOSA.pdf1,15 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons