Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18340
Title: Fatores associados à dor na cintura pélvica relacionada com a gestação e ao nível de incapacidade funcional em gestantes adolescentes
Authors: ANDRADE, Carlos Henrique Silva de
Keywords: Adolescente; Gravidez na adolescência; Dor da cintura pélvica; Fatores de risco; Adolescent; Pregnancy in adolescence; Pelvic girdle pain; Risk factors
Issue Date: 28-Apr-2016
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: A dor da cintura pélvica apresenta-se como uma disfunção musculoesquelética comum durante o período gestacional. Devido à imaturidade biológica que ocorre na adolescência, conjectura-se que os fatores associados ao desenvolvimento dessa dor em adolescentes gestantes sejam diferentes daqueles encontrados na mulher adulta. O objetivo deste estudo foi avaliar a associação da dor lombopélvica prévia à gestação com o desenvolvimento da dor na cintura pélvica, bem como os fatores associados ao nível de incapacidade funcional em gestantes adolescentes. Foi realizado um estudo do tipo caso-controle com adolescentes gestantes, atendidas em duas unidades de referência da região metropolitana de Recife, Pernambuco, Brasil. Foram avaliadas 404 adolescentes (73 casos e 331 controles). No grupo caso, foram incluídas gestantes com idade entre 10 e 19 anos, idade gestacional entre a 28ª e a 40ª semana de gestação e presença de dor na cintura pélvica. No grupo controle foram incluídas as gestantes com ausência de dor na cintura pélvica. Um modelo de regressão logística foi utilizado para identificar os fatores associados à ocorrência de dor da cintura pélvica. Além disso, foi realizada uma análise no grupo de casos sobre os fatores associados à incapacidade funcional. A média da intensidade da dor nas 73 adolescentes com dor na cintura pélvica foi de 58 mm (Desvio Padrão [DP]: 20,13) em uma escala de 100 mm. Em relação à localização e envolvimento das articulações pélvicas, obteve-se a seguinte distribuição: 46 (63%) síndrome sacroilíaca bilateral; 17 (23,3%) síndrome da cintura pélvica e 10 (13,7%) síndrome sacroilíaca unilateral. No modelo de regressão multivariada, permaneceram associados com a dor na cintura pélvica os seguintes fatores: transtorno mental comum (Odds Ratio [OR]: 2,27; Intervalo de Confiança 95% [IC95%]: 1,23 a 4,18), dor lombar na menstruação (OR: 2,10; IC95%: 1,16 a 3,80) e trabalho árduo (OR: 1,95; IC95%: 1,13 a 3,35). No grupo de gestantes com dor na cintura pélvica, o coeficiente de determinação encontrado no modelo ajustado indica que 22% da variabilidade total da incapacidade funcional (ODI) em gestantes adolescente são explicadas pelos fatores transtorno mental comum (SRQ20), intensidade da dor na cintura pélvica (EAV) e idade gestacional (IG), expressos na seguinte equação: ODI (predito) = -18,2 + 0,81 x SRQ20 + 0,25 x EAV + 0,73 x IG. Conclui-se, portanto, que não houve associação entre a história de dor lombopélvica prévia à gestação e a presença de dor na cintura pélvica relacionada com a gestação em adolescentes. No entanto, a dor lombar na menstruação, o trabalho árduo e o transtorno mental comum foram fatores que se mostraram associados com a dor na cintura pélvica nessa população. Também foi evidenciado que a intensidade da dor e a presença de transtorno mental comum encontram-se associados com a incapacidade funcional dessas adolescentes.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18340
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Saúde da Criança e do Adolescente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Carlos Henrique Silva de Andrade.pdf3.43 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons