Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18250
Título: Avaliação do estado nutricional de adultos jovens através de novos métodos antropométricos: músculo adutor do polegar e força do aperto de mão
Autor(es): SANTOS, Márcia Roberta de Oliveira
Palavras-chave: Avaliação nutricional; Adulto jovem; Antropometria
Data do documento: 14-Mar-2014
Resumo: Introdução: O uso da força do aperto de mão (FAM) e do músculo adutor do polegar (MAP), métodos de mensuração muscular, tem se demonstrado como métodos válidos para a avaliação nutricional, sendo úteis para identificar indivíduos em risco nutricional. Objetivo: Avaliar o estado nutricional de adultos jovens através do MAP e da FAM, correlacionando-os com a quantidade de massa muscular, além de testar a reprodutibilidade intra e inter avaliador dos mesmos. Métodos: Foi realizado um estudo transversal, sendo avaliados 264 estudantes universitários, onde as seguintes variáveis foram estudadas: Índice de massa Corpórea (IMC), quantidade de massa magra (Kg) pelo método de bioimpedância, FAM e espessura do MAP. A construção do banco de dados e a análise estatística foram realizadas no programa Epi-info versão 6.04 e no SPSS versão 13.0. Foi adotado o nível de significância de 5% para rejeição da hipótese de nulidade. A reprodutibilidade intra e interavaliador foi medida através do índice Kappa. Resultados: A população foi composta em sua maioria por estudantes do sexo feminino (84,1 %) e que apresentaram um estado de eutrofia (72,7%), quando classificados de acordo com o IMC. De acordo com o MAP e a FAM a maioria dos estudantes apresentou-se eutróficos, em ambas as mãos. Não foi encontrada diferença estatisticamente significativa quando comparada a classificação do estado nutricional segundo a mão dominante e a mão não dominante, exceto para a FAM no sexo feminino assim como, quando comparadas as medidas da FAM e MAP entre o avaliador de referência e o segundo avaliador no dia 1 e entre o avaliador de referência nos 2 dias, exceto com relação a FAMND no sexo feminino, na comparação do avaliador de referência com o segundo avaliador (p = 0,0135) e com relação ao MAPND para a população em geral na comparação entre o avaliador de referência entre 2 dias (p = 0,0497). Foi observada uma concordância regular a boa intra e inter avaliador para a FAM e uma concordância sofrível a regular para o MAP. Houve uma correlação positiva entre a FAM, o MAP e a quantidade de massa magra. Conclusão: A FAM e o MAP mostraram serem métodos reprodutíveis e com bom desempenho como indicador do estado nutricional, sendo útil na avaliação nutricional de indivíduos jovens saudáveis e podendo ser recomendados como uma ferramenta para identificar pacientes desnutridos ou em risco.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18250
Aparece na(s) coleção(ções):TCC - Nutrição

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SANTOS, Márcia Roberta de Oliveira.pdf797,84 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.