Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1815
Title: Influência de Cladonia salzmanni Nyl sobre fungos micorrízicos arbusculares e no desenvolvimento de plântulas de Genipa americana
Authors: Pereira da Silva, Flávia
Keywords: Ácido barbático; Cladonia salzmannii; Fungos micorrízicos arbusculares; Alelopatia
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Pereira da Silva, Flávia; Henrique da Silva, Nicácio. Influência de Cladonia salzmanni Nyl sobre fungos micorrízicos arbusculares e no desenvolvimento de plântulas de Genipa americana. 2007. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Bioquímica, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Abstract: Os liquens produzem substancias com atividade biológica, que podem ser lixiviadas ao solo e exercer ação alelopática sobre a microbiota. Objetivando estudar a influência do talo liquênico de Cladonia salzmannii sobre a atividade microbiana e sobre os fungos micorrízicos arbusculares (FMA) foram realizados dois experimentos. No 1º experimento avaliou-se o efeito do líquen na atividade microbiana em área de cerrado de Alhandra, estado da Paraíba. No 2º experimento foi avaliado o efeito do talo liquênico na associação micorrízica e no desenvolvimento de plântulas de Genipa americana. No campo, embora o solo sob o tapete liquênico apresentasse menor biomassa microbiana, evolução de CO2 e hidrólise do diacetato de fluoresceina (FDA), e maior colonização micorrízica e esporulação de FMA em relação ao solo com ausência de liquens, não houve diferença estatística entre os tratamentos, fato que pode ser atribuído ao ácido barbático em baixas concentrações no solo. Para o experimento em casa de vegetação, o delineamento experimental foi do tipo inteiramente casualizado, com 4 tratamentos (controle, líquen, líquen+FMA e FMA) em 5 repetições. Após 4 meses as plantas foram avaliadas quanto a altura, diâmetro do caule, biomassa seca e fresca da parte aérea e radicular, densidade de esporos de FMA e colonização micorrízica, avaliou-se também a quantidade de ácido barbático no solo. Não houve diferença entre os tratamentos para altura e diâmetro do caule. As plântulas com líquen+FMA possuíam maior biomassa seca e fresca, tanto da parte aérea quanto radicular. Embora o ácido barbático tenha sido encontrado em baixas concentrações no solo, os tratamentos com liquens apresentavam maior concentração desse ácido do que os com líquen+micorriza
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1815
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Bioquímica e Fisiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4546_1.pdf2.14 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.