Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18114
Title: Efeitos biológicos diretos e indiretos a borda de um fragmento de caatinga no município de Caruaru, Pernambuco, Brasil
Authors: ANDRADE JÚNIOR, Eliseu Pessoa de
Issue Date: 23-Jan-2014
Abstract: Existem evidências de um atual processo de extinção em massa no planeta. Cerca de 10-20% das espécies reconhecidas pela ciência foram condenadas a extinção em 20-50 anos, conseqüência do crescimento desordenado da população humana. Este pode ser o caso da Caatinga brasileira, a qual somente recentemente foi “redescoberta” pela ciência como um bioma rico em espécies, sendo muito delas endêmicas. A hipótese principal desse estudo foi de que não existem efeitos biológicos diretos e indiretos na borda do fragmento de caatinga. O estudo foi realizado em uma área de Caatinga, na Estação Experimental do Instituto Agronômico de Pernambuco – IPA (8º14’18”S e 35º55’20”W, 535 m de altitude), localizada em Caruaru, estado de Pernambuco. No fragmento, foram gerados mapas vetoriais e, com base nestes mapas, foi utilizado o programa ArcGis 9.2 para gerar randomicamente 20 pontos que deram lugar a 20 parcelas de 10X10, distribuídas com diferentes distâncias da borda e do núcleo. A composição de sementes e serrapilheira foram obtidos com a instalação de coletores nas parcelas, onde estes foram visitados mensalmente para a coleta. Após a realização do levantamento de angiospermas foram encontrados 347 indivíduos com uma variação de 20 e 50 (media 34,7) nas diferentes parcelas, a abundância de espécies nas parcelas foi estatisticamente igual entre as parcelas de borda e núcleo. A altura das plantas variou de 1-15 m (média de 3,84 m) nas diferentes distâncias da borda e apresentou diferença significativa entre as parcelas. Os valores de diâmetro do caule ao nível do solo variou 3 a 35,4 centímetros com uma média de 9,03 ± 5,73 (média ± DP) centímetros e não geraram resultados significativos entre as parcelas com diferentes distâncias da borda. Tanto serrapilheira quanto chuva de sementes não apresentaram resultados significativos nas parcelas nos meses analisados. Diante dos resultados concluímos que mesmo com o resultado da altura não apoiando a hipótese predita nesse estudo, a força dos outros resultados mostra a não existência de efeitos diretos e indiretos à borda da Caatinga.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18114
Appears in Collections:TCC - Ciências Biológicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ANDRADE JUNIOR, Eliseu Pessoa de.pdf557.32 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.