Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1807
Title: Avaliação do tratamento tópico com a lectina de Eugenia mallaccensis frente à cicatrização cutânea em camundongos
Authors: Vidal de Souza Araújo, Fernanda
Keywords: Feridas cutâneas; Eugenia malaccensis; Lectinas; Cicatrização
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Vidal de Souza Araújo, Fernanda; Tereza dos Santos Correia, Maria. Avaliação do tratamento tópico com a lectina de Eugenia mallaccensis frente à cicatrização cutânea em camundongos. 2007. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Bioquímica, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Abstract: A lectina EmaL foi extraída da Eugenia malaccensis, importante espécie da família Myrtaceae. Com o objetivo de avaliar a influência do tratamento tópico com a EmaL no processo cicatricial cutâneo, foi produzida uma ferida na região dorsal (1 cm2) em camundongos albinos Swiss (Mus musculus) fêmeas (n= 15/grupo), tratados diariamente com EmaL 10 µg e NaCl 150 mM durante 12 dias. A avaliação clínica foi realizada diariamente, observando-se que as feridas tratadas com a EmaL apresentaram sinais inflamatórios como edema (&#967;2 = 3,63; p< 0,05) e hiperemia (&#967;2 = 2,66; p< 0,05) estatisticamente menos intensos quando comparadas ao controle. No 12o dia PO, as lesões tratadas com a lectina e o grupo controle apresentaram uma área média de 0,02 &#61617; 0,01 cm2 e 0,02 &#61617; 0,02 cm2, respectivamente. Biópsias para análise histopatológica e exames microbiológicos foram realizados após 2, 7 e 12 dias. A análise microbiológica das lesões evidenciou apenas o crescimento de Staphylococcus sp. Histopatologicamente, no 12º dia, as lesões tratadas com a EmaL apresentaram reepitelização (completa ou parcial), e áreas de transição mais bem evidenciadas do que as do grupo controle, especialmente devido ao arranjo bem organizado das fibras colágenas presentes no tecido de granulação fibroso. O presente estudo sugere uma evidência farmacológica preliminar sobre o uso da EmaL no processo de reparação de feridas cutâneas
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1807
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Bioquímica e Fisiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4545_1.pdf2.07 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.