Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18060
Title: Modelagem batimétrica e dinâmica sedimentar do leito do Rio Capibaribe após dragagem de aprofundamento
Authors: MELO, Rafael Roney Camara de
Keywords: Rio Capibaribe; dragagem; modelos digitais de profundidade; Rio Capibaribe; dredging; digital models of depth
Issue Date: 29-Feb-2016
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: A cidade do Recife vem enfrentando problemas de mobilidade nos últimos anos devido ao crescimento da circulação de veículos automotores associado a ocupação do espaço urbano que dificulta a criação ou ampliação de vias. A solução para esta problemática passa pelo investimento de novas opções de transporte público e nesse sentido surgiu a ideia da criação de um sistema de transporte fluvial no rio Capibaribe. A criação de um corredor fluvial exige investimentos na modificação da calha natural do rio através de dragagens de aprofundamento, e o controle destas dragagens é feita por levantamentos batimétricos para obter a profundidade da superfície submersa antes e depois das dragagens, mensurar os volumes dragados e monitorar os processos de erosão e deposição do sedimento do leito do rio. Dentro desse contexto, o trabalho teve como objetivo, no Capítulo 1, avaliar os levantamentos batimétricos e suas influencias na determinação da superfície submersa, investigar as diferenças entre 4 interpoladores espaciais, variando a densidade de pontos, direção do levantamento (Seções longitudinais ou seções transversais. No Capítulo 2, teve como objetivo avaliar as formas do leito através de perfis longitudinais e transversais, após as dragagens de aprofundamento, com foco nos impactos da dragagens nos processos de erosão e deposição de sedimentos, onde foi elaborado também modelado e exibida as regiões críticas para os processos citados. Os modelos digitais de profundidade (MDP) criados conseguiram representar a superfície submersa de modo satisfatório, com valores reduzidos para o EMQ e coeficientes de determinação (R²) que variaram entre 0,865 e 0,967. Em relação aos trechos estudados, o percentual de pontos utilizados na construção dos MDPs foi mais relevante no terceiro trecho executado em seções longitudinais e com menor densidade de pontos, tendo apenas o interpolador IQD apresentado baixo desempenho comparado as demais técnicas de interpolação. O perfil primitivo, tomado como referência de equilíbrio entre o volume erodido e depositado servirá como parâmetro para previsão dos locais com maiores tendências de agradação, fornecendo informações importantes para o controle das dragagens de manutenção. Foram comparados os perfis longitudinais e transversais de duas áreas situadas no canal de navegação oeste, uma com 350 metros e outra com 1000 metros, onde se verificou que na área 1 a erosão/remoção de sedimentos superou a sedimentação/agradação, indicando a ocorrência de dragagem no intervalo entre os dois levantamentos associado aos processos naturais. Na área de estudo 2 o processo de sedimentação/agradação superou o de remoção/erosão, com um volume equivalente a uma camada de 1 cm de espessura. A agradação ocorreu de forma homogênea no canal de navegação, enquanto que a erosão localizou-se nas margens, mais intensamente na margem direita.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18060
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Engenharia Civil

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_Rafael_Melo_VFINAL.pdf1.89 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons