Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18021
Title: Efeito a curto e longo prazo da restrição proteica perinatal no tronco encefálico de fêmeas
Authors: SOUSA, Shirley Maria de
Keywords: Femêas; Estrogênios; Tronco encefálico; Estresse oxidativo; Female; Estrogen; Brain Stem; Oxidative Stress
Issue Date: 25-Feb-2016
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: Durante o período reprodutivo,fêmeasproduzemelevados níveis deestrogênios.Os três principais sãoestrona (E1), 17-β-estradiol (E2) e o estriol (E3).O 17-β-estradiol é o estrogênio predominante durante os anos reprodutivos tanto em termos de níveis séricos absolutos como em termos de atividade estrogênica. Inúmeros relatos na literatura postulam que os estrogênios apresentam um importante papel cardioprotetor, e que essa ação protetora pode ocorrer tanto por expressão de genes como também pela ativação de proteínas de cascata de sinalização que culmina no efeito protetor dos estrogênios. Entretanto, o papel dos estrogênios no tecido cerebralcombatendo o estresse oxidativo ainda não é totalmente compreendido. No tronco encefálico, neurônio localizado especificamente na região do bulbo tem um importante papel no controle neuronal do sistema cardiovascular, pois atuam tanto no controle da atividade simpática como também na recepção dos sinais químicos e mecânicos provenientes de barorreceptores e quimiorreceptores. Em adição a essa rede neuronal do controle simpático e da decodificação de sinais aferentes, o tronco encefálico esta sob a influência das ações das espécies reativas de oxigênio-EROS, moléculas essas que tem alta capacidade de induzir a oxidação de lipídios de membrana, proteínas ou mesmo ao DNA, podendo levar a um quadro definido por estresse oxidativo. Hoje em dia, o estresse oxidativo é considerado um dos principais causadores de doenças neurológicas, tais como Parkinson, Alzheimer, Esclerose lateral amiotrófica entre outras. Dessa forma, o objetivo dessarevisãofoiinvestigar os efeitos neuromodulador dosestrogênios na prole fêmeas de mães que foram submetidas adesnutrição proteica no período perinatal (gestação e lactação).
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18021
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Neuropsiquiatria e Ciência do Comportamento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação de Mestrado Shirley Maria de Sousa.pdf952.67 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons