Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18020
Title: Caracterização da atividade eletromiográfica em queimaduras de face
Authors: BORGES, Geraldine Rose de Andrade
Keywords: Queimadura; Face; Eletromiografia; Burn; Face; Electromyography
Issue Date: 1-Mar-2016
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: A queimadura provoca, no organismo, um grande número de respostas sistêmicas, com o objetivo de promover a cicatrização. Na face pode limitar os movimentos, expressões faciais e provocar alterações nas funções do sistema estomatognático. A falta de instrumentos para avaliar e quantificar as mudanças provocadas pelo processo de retração cicatricial, é um dos problemas no tratamento das cicatrizes por queimaduras. Recentemente tem sido utilizado como auxiliar no diagnóstico e tratamento dos distúrbios motores orofaciais, a EMGS - Eletromiografia de Superfície - oferecendo a possibilidade de analisar a ativação de um grupo muscular. O objetivo do estudo foi caracterizar a atividade elétrica da musculatura da face, acometida por queimadura em região de face e ou pescoço, com formação de cicatrizes restritivas. Também, comparar a atividade elétrica dos grupos musculares e os padrões de ajustes, de ativação da musculatura, dos indivíduos queimados com os dos voluntários sem queimaduras. Foi realizada uma análise exploratória de dados, observacional e transversal, com indivíduos a partir dos 5 aos 58 anos, de ambos os sexos, freqüentadores do Hospital da Restauração- PE. Foi aplicado um protocolo, adaptado, de avaliação eletromiográfica da musculatura periorbicular, para verificar a atividade elétrica dos músculos no repouso e na execução das atividades. Como resultado, foi verificado diferença significativa na média da atividade elétrica dos grupos musculares, entre os dois grupos na execução dos movimentos, com exceção dos movimentos de abertura/fechamento da boca e fechamento dos olhos no músculo orbicular da boca. Os padrões de ajustes de ativação da musculatura, na maioria dos movimentos, foram os mesmos nos dois grupos. E, devido a presença de cicatrizes hipertróficas restritivas, a média da atividade elétrica dos músculos foram mais elevadas no grupo caso do que no grupo comparação. Apesar das limitações, os dados dessa pesquisa contribuem para responder algumas questões sobre o esquema de controle utilizado pelo sistema neuromuscular durante a modulação do movimento, em indivíduos com cicatrizes restritivas, por queimadura, em região de face ou face e pescoço.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18020
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Neuropsiquiatria e Ciência do Comportamento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Disertação eletromio UFPE 2.pdf4.67 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons