Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18007
Title: Estudo de revestimentos orgânicos contendo pigmentos Pani-ADBS e Pani-Fe3O4 para prevenção de corrosão
Authors: ANDRADE, Gilson Ferreira de
Keywords: Aço. Polianilina. Epóxi. Poliuretana. Espectroscopia de impedância eletroquímica. Espectroscopia Raman.;Pani. Doping. Pigment. Paint of formulation. Coatings
Issue Date: 8-Jun-2016
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: O presente trabalho trata da obtenção de tinta utilizando dois pigmentos em dois vernizes diferentes (Epóxi–Ep e Poliuretana–PU) e dos testes de eficiência dessas tintas para prevenção da corrosão em aços. Um pigmento a base de Polianilina (Pani) na presença do ácido dodecilbenzeno sulfônico (ADBS) e o outro a base do compósito Pani-Fe3O4. A Pani sintetizada quimicamente foi secada a vácuo e caracterizada pelas técnicas de espectroscopia de Infravermelho e de UV/Vis. As placas de aço carbono SAE 1006 com e sem revestimentos foram submetidas a ensaio cíclico de corrosão em uma câmara de névoa salina (CNS). O monitoramento da corrosão foi feito por análises de fotografia e microscopia óptica. A interação camada-substrato foi investigada por meio da espectroscopia de impedância eletroquímica (EIE) e a superfície dos revestimentos por Espectroscopia Raman. No geral, os resultados indicaram que a Pani-ADBS teve maior desempenho no verniz Ep do que no verniz PU, enquanto o pigmento Pani-Fe3O4 apresentou maior desempenho no verniz PU. Existe evidência de que a Pani-ADBS adicionada ao Ep, na concentração de 0,1%, resulta em melhor proteção do aço ao final do ensaio de 30 dias. O indicativo pode ser visto pela maior resistência (3,95 x 109 ·cm2) e menor capacitância (7,14 x 10-11 F·cm-2). Discussão similar também pode ser feita com o revestimento PU, uma vez que ele apresentou maior resistência da camada (9,81 x 108 ·cm2) e menor capacitância (8,06 x 10-11 F·cm-2). Essa evidência também foi observada pelos resultados de potencial de circuito aberto (Eca). O espalhamento Raman detectou indícios de degradação química dos revestimentos Ep e PU. Baseado nos resultados obtidos neste trabalho é razoável a utilização do modelo ácido-base para explicar o mecanismo de proteção do aço pelos pigmentos Pani-ADBS e Pani-Fe3O4. O mecanismo de proteção do aço ainda carece de mais estudos, entretanto os resultados de potencial de circuito aberto e impedância eletroquímica sugerem que o mecanismo de proteção pode ser explicado por barreira física e em termos de compatibilidade entre o pigmento e a matriz polimérica.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18007
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_Final2016_VersaoDigital.pdf7.38 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons