Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17852
Título: Análise de custos da Clínica de Fonoaudiologia Professor Fábio Lessa – um estudo de caso
Autor(es): XAVIER, Ivana Arrais de Lavor Navarro
Palavras-chave: Gestão de custos na saúde; Clínica de fonoaudiologia; Métodos de custeio; Cost management in health; Clinical speech therapy; Costing methods
Data do documento: 16-Fev-2016
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: A apuração e gestão dos custos na saúde são instrumentos eficazes de gestão e acompanhamento dos serviços. Conhecer os custos de uma instituição é fundamental no sentido de auxiliar na tomada de decisões, pois proporciona ao gestor uma visão mais acurada de como estão sendo gastos os recursos disponíveis, além de ser fonte de informações para o controle, a avaliação e o planejamento das atividades das instituições. Diante do exposto, o presente estudo teve como objetivo caracterizar os custos da Clínica de Fonoaudiologia Professor Fábio Lessa e descrever as etapas de apuração dos custos dos procedimentos pelas metodologias de custeio variável e custeio por absorção. Para tal, identificou-se os custos da referida clínica, que foram classificados em fixos, variáveis, diretos e indiretos e apurou-se o custo dos procedimentos através das metodologias de custeio variável e por absorção. A clínica em estudo não possui um sistema de informação de custos, portanto os dados foram coletados através de análise documental, entrevistas não estruturadas e da observação direta e sistemática da rotina na clínica, no ano de 2015 e consolidados em planilhas do Excel, sendo utilizadas as médias mensais para os cálculos. O estudo evidenciou que os custos fixos representam 98,18% dos custos totais da clínica, enquanto que os custos variáveis representam 1,82%. Através do cálculo do custeio variável, inferiu-se que a receita obtida através dos atendimentos realizados, com base na tabela SUS, não é suficiente para cobrir o custo total da clínica, sendo que o resultado apurado é negativo. Evidenciou-se ainda, que os custos diretos representam 83,36% dos custos totais da clínica, enquanto que os custos indiretos representam 16,64%. A partir do cálculo do custeio por absorção encontrou-se o custo unitário de R$126,10 para os procedimentos em terapia fonoaudiológica, por atendimento realizado e de R$ 211,54 para audiologia, por exame realizado. Tais dados demonstram que os valores dos procedimentos pagos pelo SUS são insuficientes para cobrir o custo unitário encontrado para cada procedimento. Conclui-se que a clínica funciona com déficit de receita e que a tabela SUS não garante a cobertura integral dos custos desta instituição. Estes dados apontam a necessidade de um gerenciamento de custos eficaz, fundamental quando se tem escassez de recursos e quando se objetiva conter os gastos, sem perder a qualidade do serviço prestado. Sugere-se que as metodologias de apuração de custos sejam utilizadas como modelo para investigação periódica dos gastos dessa instituição, tendo em vista a contribuição no processo de gestão e na tomada de decisões.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17852
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Gestão e Economia da Saúde

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_FINAL_2016.pdf902,8 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons