Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17839
Título: Análise da vulnerabilidade à erosão costeira no estado de Pernambuco através de indicadores ambientais e antrópicos
Autor(es): MENEZES, Athos Farias Menezes
Palavras-chave: Erosão Costeira, Geoindicadores, Geotecnologia;Coastal Erosion, Geoindicators, Geotechnology
Data do documento: 23-Mar-2016
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: A erosão costeira é um fenômeno natural encontrado em diversos ambientes litorâneos em todo o mundo. No entanto a ocupação antrópica desordenada pode potencializar o processo erosivo, como é o caso do litoral do estado de Pernambuco, onde 43,8% da população está localizada no ambiente litorâneo que se estende ao longo de 13 municípios. Observando esta problemática, o presente trabalho foi desenvolvido com o intuito de avaliara vulnerabilidade à erosão costeira através do processamento de imagens de satélite de alta resolução e sistemas de informações geográficas (SIG),a partir de indicadores ambientais e antrópicos. A presente pesquisa foi dividida em três etapas, a primeira visa caracterizar a vulnerabilidade à erosão costeira em escala local nas praias de Piedade (município de Jaboatão dos Guararapes) e Paiva (município do Cabo de Santo Agostinho), ressaltando as diferentes características atribuídas as mesmas. Na primeira praia destacou-se a intensa urbanização, com mais de 60% de interferência antrópica nos setores avaliados, enquanto a segunda se demonstrou conter um bom desenvolvimento de áreas vegetais preservadas mais de 55% do total analisado. Na segunda etapa, foi mostrado o uso dos geoindicadores em escala regional para todo o litoral pernambucano, destacando cenários de intensa vulnerabilidade nas cidades do núcleo metropolitano, enquanto em praias de baixa presença antrópica, como no setor sul, foram destacados baixos índices de vulnerabilidade, enquanto no setor norte foram atribuídos valores moderados. Na terceira etapa deste trabalho trabalho foi apresentado a utilização da interpretação de imagens de alta resolução espacial e métodos automáticos e semiautomáticos na identificação dos geoindicadores na Praia do Forte Orange (município da Ilha de Itamaracá) evidenciando feições sedimentares oriundas do Canal de Santa Cruz, mas com a presença de feições erosivas. De forma geral este trabalho visualiza destacar a importância de métodos alternativos na identificação de áreas com potenciais erosivos, a partir de dados orbitais que acarretarão em uma otimização do tempo para na tomada de decisões públicas acerca dos ambientes litorâneos.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17839
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Geociências

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Athos Farias Menezes 2016.pdf6,24 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons